Por Gabriela Giacomini,
Redação do WebArCondicionado

Quando você pensa na melhor temperatura para o seu ambiente, possivelmente já se perguntou por que usar o ar-condicionado em 23 graus ao saber que isso é recomendado. 

Afinal, você já deve ter percebido diversos aparelhos ligados nessa faixa de temperatura. Seja em espaços comerciais, consultórios médicos ou até mesmo na casa de alguém que você visitou. 

ar-condicionado-23-graus

Ar-Condicionado em 23 Graus: Saiba por que usar e seus benefícios! – Imagem: Reprodução

Hoje explicamos por que esse número é indicado e quais as vantagens que isso pode trazer. 

Ao contrário do que muita gente ainda pensa, ligar o ar-condicionado e já colocar na temperatura mínima – 17 graus, por exemplo -, não é indicado e não vai gelar o ambiente mais rápido. Aliás, independente da temperatura que ajustarmos, a capacidade e velocidade para resfriar o local será a mesma.

E isso só irá consumir ainda mais energia, pois o aparelho terá que trabalhar em excesso para tentar atingir a temperatura desejada. 

Abaixo colocamos os motivos específicos para preferir usar o ar-condicionado em 23 graus.

 

Ar-Condicionado em 23 graus: Bom para você e para o Aparelho

Os benefícios de optar pelos 23 graus ao climatizar o seu ambiente, seja o seu quarto ou o escritório onde trabalha, podem ser divididos em três boas justificativas:

  • É a faixa de temperatura recomendada para a sua saúde
  • Ajuda a economizar energia, poupando o seu bolso
  • É bom também para o desempenho do ar-condicionado

Por isso, detalhamos melhor como cada uma dessas observações funciona na prática:

 

Melhor Temperatura para Cuidar da Saúde

Como o seu corpo reage ao ar-condicionado? Não tem sensação melhor que sentir aquele ar fresquinho depois de estar suando, né? 

Mas saiba que optar por temperaturas mínimas, além de poder causa um grande choque térmico no seu corpo ao em seguida dar a sensação brusca de que você está congelando, vai contra o que é recomendado pela Resolução 9 da Anvisa, que menciona a faixa de temperatura ideal levando em conta o conforto térmico.

Essa resolução afirma em linhas gerais que 23 graus é a temperatura mais confortável para o corpo, com pequenas variações dentro dessa faixa, a fim de não comprometer a saúde humana.

O mesmo alerta vale para quando você quiser colocar o ar-condicionado em uma temperatura máxima no inverno para esquentar o seu quarto mais rápido. Ou seja: evite faixas de temperaturas extremas! Sua saúde agradece.

 

Ar-Condicionado em 23 graus economiza energia

Como já havíamos adiantado, outra grande vantagem de escolher essa temperatura é você gastar menos na conta de luz, mesmo com o ar-condicionado ligado. 

É isso mesmo, o aparelho não é o grande vilão da sua conta de energia elétrica se você utilizá-lo de forma correta – e isso envolve a temperatura! Mas como essa economia acontece?

Conforme resumimos no início do texto, o ar-condicionado trabalha mais quando está em uma temperatura muito baixa. 

Esse esforço em excesso acontece em virtude dos sensores do aparelho, que medem a temperatura do ambiente o tempo todo. Desse modo, no momento em que você ajusta para 16ºC, por exemplo, o ar-condicionado vai ser forçado até esses sensores entenderem que o ambiente todo está nessa temperatura.

E por que isso gasta mais energia?

Conforme explicamos com maiores detalhes aqui nesse post, vamos supor que os termômetros lá fora estejam marcando 27ºC e essa é a mesma temperatura de dentro de casa. 

Sentindo calor, você pega o controle remoto e já coloca o ar-condicionado em 17ºC. Nesse caso, o aparelho vai ter que compensar esses 10ºC de diferença entre as duas temperaturas.

E mesmo quando o ar-condicionado alcançar os 17ºC e desligar, essa temperatura vai voltar a subir pouco tempo depois, levando o motor do ar-condicionado a ser ligado novamente. E é nesse liga e desliga que a energia vai sendo consumida em maior escala.

É aí que configurar o equipamento na faixa dos 23ºC entra como solução, pois é uma temperatura confortável que não está tão longe das médias de temperatura do ambiente.

Assim o motor não será forçado ao ficar ligando e desligando, evitando os picos de energia e trazendo economia ao seu bolso na conta de luz.

 

Bom desempenho do Ar-Condicionado = Menos gastos para o seu bolso

Sem contar ainda que usar o ar-condicionado em faixas intermediárias como os 23 graus é vantajoso para o próprio aparelho. Isso pode inclusive ajudar a aumentar sua vida útil.

Quando o motor do ar-condicionado – conhecido como “compressor” – é poupado de ser forçado repetidamente como acontece nas temperaturas extremas, isso favorece sua conservação.

Esse desgaste que pode ser evitado na temperatura de 23 graus então colabora para manter o bom desempenho do ar-condicionado. E mais uma vez isso pode resultar em economia, dispensando os gastos com conserto das peças e manutenção corretiva.

E falando em poupar dinheiro, você sabia que a economia pode começar já no momento da compra do ar-condicionado? Existem modelos que são mais econômicos em relação aos outros por possuírem recursos que consomem menos energia.

Mas não deixe de procurar usar o ar-condicionado em 23 graus sempre que possível!