Por Yuri Correa,
Redação do Portal WebArCondicionado

Ar-condicionado com tecnologia Inverter não é novidade. Aparelhos Inverter já estão rodando o mercado há alguns anos, e com isso muitos consumidores já puderam experimentar as vantagens e desvantagens dessa inovação.

Hoje vamos apresentar as principais reclamações e elogios aos aparelhos e tentar definir: Ar-condicionado Inverter vale a pena?

Primeiro, você sabe o que é Inverter? Nós temos várias postagens falando sobre o assunto, você pode consultá-las abaixo para entender melhor.

Mas resumindo, Inverter é um tipo de motor que não para de funcionar, o que evita o excesso de consumo de energia no liga e desliga. Ao invés disso, o Inverter fica controlando quanta força o motor precisa fazer nesse ou naquele momento para climatizar o ambiente, entendeu?

Na teoria, isso deixa a conta de luz mais barata, só que não é isso que temos ouvido de muitos consumidores, então vamos começar por esse tópico.

O Ar-Condicionado Inverter é realmente econômico?

Os aparelhos Inverter com certeza não são os mais baratos do mercado. A tecnologia faz com que esses produtos fiquem um pouco acima do preço médio dos Splits comuns. Por exemplo, usamos o nosso Comparador de Preços para ter uma ideia da diferença de preços, e o resultado foi esse:

  • Splits Inverter de 12 mil BTUs: a partir de R$ 1.435,50
  • Splits comuns de 12 mil BTUs: a partir de R$ 1.097,10

Mas que o preço é diferente você já sabia, a questão aqui é a seguinte: essa diferença é compensada depois na conta de luz?

A resposta é: depende.

Apesar de toda a propaganda em cima da economia de energia elétrica, os Inverter não tem um nível de consumo de energia muito diferente dos Splits normais. Comparamos a taxa de consumo de aparelhos entre 10 e 12 mil BTUs, separando os Inverter dos Splits comuns, e descobrimos que ambos os tipos consomem, em média, 22,8 Kw/h.

Mas se o consumo é o mesmo, por que o Inverter é diferente?

Bom, como explicamos acima, o Inverter funciona de uma outra forma que não força o motor o tempo todo, ou seja, ele não consome 22,8 Kw/h o tempo inteiro. Já os Splits comuns, sim. Sempre que estão ligados, além dos picos de consumo sempre que inicia o motor, eles estão consumindo 22,8 Kw/h.

Conclusão: se você precisa de ar-condicionado para ser ligado rapidamente durante o dia, ou apenas uma vez ou outra, então o mais econômico é ter um Split comum, pois ele vai consumir menos na soma do final do mês.

Instalação e Manutenção de Ar-Condicionado

Se você quer usar o ar-condicionado por muito tempo, então o Inverter se destaca com mais economia, pois enquanto um Split normal ficaria consumindo 22,8 Kw/h + os picos de consumo durante todas as horas de funcionamento, o Inverter consumiria de 22,8 Kw/h pra baixo. 

Na soma final, a economia é sentida com certeza.

Cuidado!

Não adianta, porém, você comprar um Inverter e deixar ele ligado na temperatura mais baixa ou mais alta por horas. Desse modo o equipamento vai consumir os 22,8 Kw/h o tempo todo, pois é difícil manter uma temperatura tão extrema por um longo período.

O mais econômico, no caso do Inverter, é deixá-lo ligado por longos intervalos e configurado em uma temperatura agradável.

E aí, o Ar-Condicionado Inverter vale a pena pra você? Acesse o COMPARADOR DE PREÇOS para escolher o de sua preferência e deixe sua opinião nos comentários!