Por Yuri Correa,
Redação do Portal WebArCondicionado

Quem quer começar a trabalhar com ar-condicionado precisa responder a uma pergunta muito básica: quanto cobrar pela instalação? Aliás, não só os novatos deveriam se questionar isso, tem muito profissional gabaritado por aí que não sabe dizer qual foi seu lucro no final do dia. Pois isso é um erro! Então, vamos pensar hoje sobre o que levar em conta na hora de cobrar pelo seu trabalho.

E a primeira pergunta que o técnico tem que se fazer é: quanto eu quero ganhar?

Isso mesmo, não tenha medo de estabelecer uma meta. Você precisa saber quanto você quer ganhar por mês em dinheiro. Então a primeira coisa é achar esse número.

Vamos dizer que você quer ganhar R$ 5 mil, como exemplo, e partir daí, ok? Vamos lá!

Organize as suas metas financeiras

Uma vez estabelecido o quanto você quer ganhar por mês, você vai poder dividir esse número pelos dias em que você pretende trabalhar nesse período. Se você é do tipo que não gosta de se estressar, quer trabalhar apenas em dias e horários comerciais, de segunda à sexta, das 8h30 às 18h, beleza, faça a conta de quantos dias vai dar isso por mês e divide a sua meta por eles. 

Pegando o nosso exemplo de meta, R$ 5 mil, e uma jornada de trabalho mais comercial, como essa que citamos acima, você vai ter uma meta diária de mais ou menos R$ 230. E isso dá mais ou menos R$ 25 por hora. Mas isso é o lucro, não é? Isso é o que precisa sobrar em dinheiro, depois de todos os gastos e de todo o trabalho feito.

Repassando:

  • Meta do mês
  • Meta do dia
  • Valor/Hora

E aí entra um tópico que muita gente não leva em conta: a instalação gera gastos para o instalador antes de sair do bolso de qualquer outra pessoa.

No que eu vou gastar?

Então, depois de definir a sua meta, é bom começar a calcular o que você vai desembolsar para fazer uma instalação. Esse valor precisa necessariamente ser coberto pelo pagamento do seu cliente ao final do trabalho.

Material de instalação

O material costuma ser o mais caro desses itens. Tubulação, fita e suporte entram aqui. Faça um levantamento de quanto isso vai te custar. Vamos chutar uns R$ 250 só para entrar no nosso exemplo, ok? Afinal, estamos falando de instalações mais comuns, não vamos levar em conta aquelas que precisam de içamento ou de uma logística mais complicada e cara.

Ajudante

Muitas vezes é preciso um ajudante para o trabalho braçal da instalação. Esse apoio nem sempre tem uma experiência ou formação profissional na área de climatização, então depende do quanto se acha justo pagar pela sua ajuda. Um boa média é uns R$ 100, contando com almoço e etc.

Transporte

Obviamente, você precisa calcular seu deslocamento. Leve em conta a distância do local de instalação, o consumo do seu veículo e o preço do combustível. Vamos, novamente, colocar um valor de exemplo, digamos R$ 50.

Alimentação

Calcule a sua alimentação também. Não apenas os gastos com almoço ou janta, mas inclusive o tempo que você vai levar para fazer isso. Você precisa se dar um horário para comer, e esse horário não é pago. Lembre de descontar o intervalo do seu itinerário de trabalho depois. No nosso exemplo, vamos dizer que seu almoço custou R$ 30.

Repassando:

  • Material de Instalação
  • Ajudante
  • Transporte
  • Alimentação

Margem de erro e qualificação

Existe uma última consideração que as pessoas costumam esquecer. Às vezes as coisas saem errado, é preciso mais tempo ou mais material. Leve isso em conta!

Além disso, você precisa contabilizar que está usando suas ferramentas e sua experiência. Elas te custaram dinheiro. Faça uma média desses custos e riscos e estabeleça uma margem para o valor final. Digamos, uns R$ 100 nesse caso que estamos teorizando aqui.

Calculando o valor total

Se a sua meta é R$ 230 por dia e você vai levar um dia para fazer uma instalação, o cálculo será assim:

R$ 250 de material, mais R$ 100 de ajudante, mais R$ 50 de transporte, mais R$ 30 de alimentação, mais R$ 100 de margem. O total disso será: R$ 530.

Porém, é preciso ver que isso é o seu gasto, em cima disso aí é que você precisa colocar o seu lucro. Lembrando que, nesse exemplo, o lucro esperado é de R$ 230 por dia. Se um dia de trabalho vai te custar R$ 530, logo o valor  ser cobrado pela instalação será de (R$ 230 + R$ 530 =) R$ 760.

Aí está o seu valor final: R$ 760.

OBSERVAÇÃO

Lembrando que esse preço é um exemplo a se cobrar se você fizer 1 (uma) instalação por dia com o objetivo de lucrar R$ 5 mil líquidos por mês. Caso tenha mais serviços, você pode adaptar e distribuir melhor esse valor, cobrando um preço mais em conta para o consumidor.

Nota do WebArCondicionado

Claro que estamos falando aqui de uma situação bem padrão, qualquer outro gasto deve ser incluído na soma e não pode ser descontado da sua meta diária. Leve isso sempre em consideração. Outra, sabemos que estamos falando de uma meta alta, e de uma jornada de trabalho reduzida, que não costuma ser a realidade dos técnicos.

Porém, como portal voltado ao setor, é obrigação do WebArCondicionado incentivar os profissionais a uma carga de trabalho saudável, especializada e que valorize a categoria – não desvalorize o seu trabalho! Não cobre menos do que é o devido e estude sempre para estar preparado e à altura do que é esperado de um instalador gabaritado.

Ficou alguma dúvida sobre o nosso guia de como cobrar pela sua instalação? Comente aqui com a gente!