Por Yuri Correa,
Redação do WebArCondicionado

qual-a-temperatura-mais-quente-do-ar-condicionado

Mesmo se tratando do país tropical, tem lugares no Brasil em que o frio vem com força no inverno. Nesses lugares, quem vai atrás de um ar-condicionado já procura um modelo Quente/Frio, também chamado de Ciclo Reverso, ou seja, que faz aquecimento.

E na hora que começa a bater o queixo, ninguém gosta de esperar e já taca a temperatura mais alta. Por isso, hoje vamos te ensinar a tirar o melhor do seu aparelho e fazê-lo aquecer o cômodo o mais rápido possível.

A Temperatura Máxima do Ar-Condicionado

Lembrando que, mesmo no frio do inverno, o recomendado pela ANVISA para o bem-estar dos ocupantes de qualquer ambiente é que a temperatura esteja configurada em torno dos 23°C. Mas tudo bem, você chegou congelando da rua ou saiu do banho quente e não quer passar frio?

Pois saiba que a temperatura máxima que você pode configurar o seu ar-condicionado normalmente fica em torno dos 28°C, com alguns modelos podendo ir até 32ºC! E para que essa temperatura seja alcançada é preciso que o aparelho esteja no modo “heat”, ou seja, no modo de aquecimento.

Para acelerar a climatização, você pode ligar também a ventilação junto às outras funções. No controle remoto, esse modo vai estar assinalado com o desenho de um ventilador ou com a palavra “fan”, que quer dizer “ventilador” em inglês.

Caso você queira o vento quente soprando em cima de você ou de alguma área específica do cômodo para aquecer essa parte mais rápido, utilize a tecla “swing” do ar-condicionado para direcionar o fluxo de ar.

Se ainda assim o ar-condicionado não der conta do frio, então verifique se:

  1. Não existe nenhum problema com o aparelho, como falta de gás, por exemplo;
  2. Se ele está dimensionado de forma correta.

banner-instalacao-manutencao-ar-condicionado-verde

Riscos de operar na Temperatura Máxima

Agora, se você ainda assim decidiu usar o ar-condicionado na temperatura máxima, com os modos “heat” e “fan ligados, tudo bem, mas saiba que deixar o aparelho funcionando com a capacidade máxima diminui a sua vida útil. O risco do motor encontrar algum tipo de problema, aumentam.

Além disso, dá pra esperar um conta de luz mais alta também. E se não fosse o suficiente, aqui vai uma dica final: não faz bem para a saúde ficar em ambientes com o ar-condicionado tão forte. O aparelho baixa demais a umidade relativa do ar, e isso pode trazer um monte de efeitos colaterais para o organismo.

Se você quer aquecer rapidamente o cômodo, ok, ligue todas as funções e configura a temperatura máxima. Depois que o ar-condicionado alcançar a temperatura deseja, o ideal é deixá-lo operando em uma configuração mais amena e agradável. Faz bem para você e faz bem para o equipamento.