[ x ] Fechar

Google divulga sistema de refrigeração de Data Centers

  • 17 de outubro de 2012
  • Nenhum Comentário

Sistema Climatização GoogleDiariamente, o Google lista 20 bilhões de páginas na internet, cerca de 3 bilhões de pesquisas, conduz milhões de leilões de anúncios, oferece e-mail gratuito para 425 milhões de usuários do Gmail e agrega milhões de vídeos no YouTube. Tudo isso é permitido graças à estrutura multibilionária que a empresa possui. São dezenas de Data Centers (equipamento para armazenar os dados online) espalhados pelo mundo para garantir que a companhia realize esse trabalho. Esses locais possuem uma secreta infraestrutura que, até o momento, poucas pessoas tinham acesso.

Até que nesta quarta, 17, a companhia decidiu liberar em um site imagens e informações de oito dos seus Data Centers localizados nos Estados Unidos, Finlândia e Bélgica.

Foco na sustentabilidade

Grandes centros como esses causam danos ao meio ambiente. De acordo com o site Planeta Sustentável, tais eles consomem 2% de toda a eletricidade gerada no mundo, crescendo 12% ao ano. Esse gasto é causado pela temperatura do ambiente, que precisa ser refrigerado constantemente para que o sistema funcione.

Pensando em diminuir os impactos no meio ambiente, desde 2008, o Google visa aumentar a temperatura destes ambientes para 26ºC. Cada grau a mais significa 4% a menos de consumo de energia. Assim a empresa desenvolve sistemas de climatização, antes nunca vistos.

Elementos da natureza como solução

No Data Center de Oregon, EUA, o sistema utiliza água para o resfriamento das máquinas. Enquanto os dutos azuis trazem água gelada, os vermelhos retiram a água aquecida do ambiente.

A maneira com que cada centro de dados obtém a água também chama a atenção: em Hamina, na Finlândia, a base está localizada uma antiga fábrica de papel de frente para o Mar Báltico. O local utiliza a própria água do mar no sistema de climatização, dispensado o processo de tratamento.

Já em Douglas County, também nos EUA, o Google trabalha desde o início do ano com a empresa de saneamento da cidade para resfriar 100% de seu data Center.

Para a nova instalação em Taiwan, que deve estar pronta a partir de 2013, o Google investiu em sistemas de armazenamento de energia a base de gelo, chamado de Ice Energy. Esta tecnologia facilita o trabalho dos condicionadores de ar, aumentando a eficiência energética. Assim, o gasto com eletricidade cairá em até 50% em relação aos Data Centers tradicionais.

Sistema de Climatização Data Center GoogleNa Bélgica o Google foi pioneiro: usou o clima para resfriar a água sem energia elétrica em um processo chamado “free cooling” (refrigeração gratuita).

Além disso, em cada um desses espaços possuem cortinas de plástico que ficam penduradas a fim de manter o ar frio no ambiente.

Ficou interessado? Através do Google Street View e do vídeo disponibilizado no YouTube é possível conhecer um pouco mais sobre estrutura do Google em suas bases de dados.


View Larger Map

Fonte: Wired

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *