*Atualizado em 19/11/2018

Nesta postagem iremos ajudar a escolher um ar-condicionado ideal. Seguindo as dicas abaixo é possível evitar algumas dores de cabeça e otimizar a compra de um condicionador de ar.

Como escolher um ar condicionado

1 – Calcule a potência

Após definir qual cômodo que o ar-condicionado será instalado, é necessário fazer o cálculo da potência do equipamento. Para isso utilize a Calculadora de BTUs. Nunca se baseie pelo “achômetro”, pois um aparelho com carga térmica abaixo do recomendado consome mais energia e tem uma operação sobrecarregada.

2 – Defina ciclo do aparelho

É possível adquirir um ar-condicionado com função dupla: aquecer e resfriar. Os aparelhos com ciclo reverso custam um pouco mais caro, mas em compensação você terá um equipamento aquecedor. Vale lembrar que nem todos os condicionadores de ar têm esta opção. Por isso, é bom definir qual será a função exercida para comprar o ar-condicionado correto.

3 – Escolha o tipo de ar-condicionado mais adequado

Após verificar a potência e ciclo do aparelho, vamos indicar resumidamente os tipos de aparelhos disponíveis. Se preferir, você pode ver a descrição completa de cada um.

Ar condicionado janela

Janela ou Janeleiro: É indicado para locais que tenham restrições com a fachada predial, por ser um equipamento compacto. Este modelo tem manutenção mais barata e facilidade para encontrar peças. Seu ponto positivo é o valor acessível, mas há quem não goste por serem um pouco mais barulhentos do que o resto.

split hi wall

Split Hi Wall: Eles são o hit do momento. Com preços cada vez mais acessíveis os splits hi wall caíram no gosto popular pela sua eficiência. Além disso, são mais silenciosos, discretos e bonitos que os demais modelos. Por terem duas unidades (interna e externa), podem ser instalados em diferentes lugares.

multisplit

Multisplit: É o mesmo que o anterior, porém possui mais de uma evaporadora (unidade interna). É indicado onde haja pouco espaço para instalar mais de uma condensadora. O usuário pode escolher bisplit, trisplit ou quadrisplit.

 

..

split window

Split Window: É uma junção do split com o janela. Ele não é muito comum, pois são poucas as fabricantes que o produzem. Ele é indicado para quem tem restrições com a unidade externa, onde só são permitidos os janeleiros, por exemplo. Portanto, ele é indicado se o cômodo a ser resfriado for no centro da residência.

 

piso-teto

Split Piso-teto: Bem como seu nome diz, ele pode ser instalado no piso ou no teto. Geralmente ele é aplicado em instalações comerciais pela sua carga térmica. Mas pode ser utilizado em residências com grande fluxo de pessoas e que tenham pé direito alto. É um aparelho mais caro, porém mais robusto.

 

ar-condicionado cassete

Cassete: As recomendações deste aparelho são semelhantes ao piso-teto, isto é, ambientes de médio e grande porte, comerciais ou residenciais. O aparelho cassete fica “escondido” no teto, porém necessita de um rebaixamento de gesso no teto para ser instalado.

 

 

……..

PortátilPortátil: Ideal para pequenos ambientes ou para usuários que queiram mobilidade. Este modelo tem um valor reduzido e baixas opções de potência. Ponto positivo: pode ser levado para qualquer cômodo. Pontos negativos: é barulhento e apresentam potências restritas.

*Aparelhos com tecnologia Inverter
Se você mora em regiões em que há uma variação de temperatura, escolha aparelhos com a tecnologia inverter. Eles são um pouco mais caros, mas consomem menos energia elétrica e têm maior vida útil diminuindo, também, a manutenção. Alguns usuários dizem que fazem menos barulho do que os outros. Saiba mais sobre esta tecnologia aqui.

4 – Verifique a Voltagem

Não esqueça de observar a voltagem de sua residência. Lembre-se que todos os modelos split hi-wall são 220v. Se a sua casa for bifásica, chame um eletricista para providenciar os pontos de espera no domicílio. Se for monofásica, entre em contato com a sua concessionária de energia solicitando a alteração da rede, em seguida chame o eletricista e, por fim, o técnico para fazer a instalação.

5 – Observe o selo Procel

Veja a etiqueta que identifica os aparelhos eletrodomésticos mais econômicos, de acordo com a eficiência energética. A classificação é dividida em A, B, C, D e E. Se você está preocupado com a conta no final do mês, dê prioridade para os selos A e B. Aqui você acessa as tabelas com condicionadores de ar e seus respectivos selos.

6 – Fazer a compra pela internet

Depois de definir qual o tipo de aparelho, é hora de fazer orçamento para a compra. Você pode utilizar nosso portal ou acessar o site das lojas de sua preferência. Em nosso site é possível comparar os melhores preços na internet.

7 – Chame um instalador

Contrate um profissional qualificado. Caso não tenha nenhuma indicação, você pode fazer um pedido para receber orçamento nesta página de forma gratuita. Os instaladores mais próximos da sua região irão entrar em contato com você.

8 – Realize a manutenção

Leia o manual do usuário e tire todas as dúvidas sobre o seu novo equipamento. A cada trinta dias, não esqueça de limpar os filtros de nylon e realizar a higienização da serpentina a cada três meses. Fazendo isso, você evita a transmissão de fungos e bactérias que ficam alojados no ar-condicionado.

9 – Aproveite seu aparelho e fique por dentro do que acontece

Pronto, agora é aproveitar o novo ar-condicionado. Se você quiser ou precisar, pode fazer este processo com o acompanhamento de um profissional, basta localizá-lo no Banco de Instaladores. Mantenha-se informado sobre o setor de climatização e tira sua dúvidas acessando nosso blog.

*Se ainda restarem dúvidas sobre a escolha de um ar-condicionado você pode utilizar os comentários abaixo ou entrar em contato por e-mail.

Redação do Portal WebArCondicionado.