Lembrar de Salvador é lembrar do carnaval, da folia e das pessoas animadas nas ruas. Poucas cidades do Brasil têm uma identidade tão bem definida como a capital da Bahia. E tem um motivo: o verão de Salvador é quente e mais seco do que o comum, a temporada de chuvas fica mais concentrada no inverno, e ainda assim as temperaturas não baixam.

Chove mais no inverno

Ao contrário da maioria das cidades litorâneas do Brasil, o inverno de Salvador é mais úmido do que o verão. Rio de Janeiro e Fortaleza, por exemplo, são pontos turísticos mais atraentes lá pelo meio do ano do que em janeiro e fevereiro. Na época do carnaval, se você quiser aparecer na capital carioca ou cearense, o melhor é ter um guarda-chuva na mão.

Já na capital baiana, as chuvas ficam mais concentradas entre abril e julho. Isso não quer dizer que não chove no verão. A média de precipitação mensal por lá é de 200 mm, o que não é um número baixo. O diferencial de Salvador é que chove menos no final e no começo do ano, em relação ao que chove no restante dos meses.

Tem calor o ano todo

Mas não se preocupe, mesmo que a sua ida a Salvador esteja programada para a baixa estação, as temperaturas não costumam baixar. Como é típico do nordeste, é quente o ano inteiro. Para você ter uma ideia, a temperatura média do verão costuma ficar em torno dos 27ºC, enquanto no inverno, essa média não baixa dos 23,8ºC. Ou seja, aquele ar-condicionado é necessário o ano inteiro. Melhor ainda se for um modelo com resistência à maresia, não é?

E aqui vai uma curiosidade sobre o clima da capital baiana: os recordes de temperaturas registradas são todos recentes. A mínima recorde de Salvador é de 17,5ºC, registrada em 25 de julho de 2008, e a maior foi de 35,6ºC, em 10 de março de 2018.

Nem toda praia tá pra banho

Localizada na península mais alta da Baía de Todos os Santos, Salvador costumava ser todo o território em torno da baía, que recebeu esse nome por ter sido descoberta pelos portugueses no Dia de Todos os Santos, 1º de novembro. Hoje ela ocupa apenas um terço do seu tamanho original, cercada por municípios e muitas áreas de preservação natural.

Por ser muito arborizada e não ser uma cidade com grandes centros urbanos e prédios, Salvador é uma capital bem arejada e com pouca poluição no ar. O que é uma coisa que não dá pra dizer da água.

Salvador é conhecida pelas águas em temperaturas amenas o ano inteiro. Apesar de tanto, nem todas as praias são recomendadas para o banho de mar. E a razão disso é a poluição. 

Especialmente as praias viradas para o lado de dentro da baía recebem muita poluição vinda dos demais municípios costeiros. E as praias que não sofrem com a poluição, muitas vezes são tomadas por pescadores e surfistas, o que as torna totalmente impróprias para o banho também.

Porém, se nem todas as praias são boas para se refrescar, o lado bom é que Salvador tem boa parte da sua orla urbanizada ou tomada por calçadões, quadras, parques e restaurantes que podem ser aproveitados pelos moradores e turistas para curtir a paisagem marítima.