Por Yuri Correa,
Redação do Portal WebArCondicionado

Quando a gente pensa em curtir um friozinho no Brasil, não é Curitiba que vem primeiro na cabeça. Normalmente pensamos em Porto Alegre, Gramado e outros pontos da serra gaúcha, mas não em Curitiba. Mas você sabia que muitos a consideram a cidade mais fria do país? Pois é, e isso é só uma das curiosidades sobre a temperatura e o clima da capital do Paraná.

Por que Curitiba é tão fria?

O que joga as temperaturas bem para baixo nessa metrópole, é o fato de ela ficar a impressionantes 935 metros de altura em relação ao nível do mar. É muito alto para uma cidade do porte de Curitiba, nem São Paulo fica tão alto (780 metros). E olha que a capital paulista ainda tem toda aquela muralha de prédios para prender o calor e barrar as frentes frias. 

Já Curitiba é uma cidade com menos construções, mas com muitos parques e lagos. Isso tudo deixa o lugar bem mais arejado e cheio de verde. Dizem que, como ponto turístico, é um lugar lindo e muito fotogênico. Todas as estações são bem marcadas e têm seus pontos fortes, mas é no outono que essa metrópole ganha um charme diferente, por causa da abundância de árvores com suas folhas secas.

Essa configuração, aliás, traz muita umidade para dentro da zona urbana de Curitiba. Todos os lagos, rios e parques pela cidade contribuem para que as temperaturas baixem ainda mais. Para manter o conforto, o ideal em Curitiba é ter um ar-condicionado quente/frio.

Chove em qualquer época do ano

Para quem se preocupa com chuva, bom, basta dizer que Curitiba não tem uma estação de seca. As chuvas são bem distribuídas ao longo do ano inteiro e a quantidade varia junto com a temperatura, ou seja, quanto mais quente, mais costuma chover. Quanto mais baixas são as temperaturas, menos costuma chover.

Porém, a coisa é que pode chover em Curitiba em qualquer época do ano. Aliás, tem gente que chama a cidade de Londres Brasileira, pois há medições que indicam que Curitiba passa mais tempo com o céu nublado do que a capital da Inglaterra, que é famosa pelos seus céus encobertos de nuvens. 

No verão, a precipitação pode chegar a mais de 200 mm, enquanto no inverno, ela não baixa dos 70 mm. O melhor é estar preparado para pegar chuva em Curitiba, até porque, outra característica marcante desta capital, são as suas mudanças bruscas de tempo durante o dia.

O tempo muda rapidamente

Como é uma cidade alta e aberta, Curitiba costuma receber todo tipo de frente fria, chuvosa ou de calor, sem muitos impedimentos. Isso somado ao fato da localização em um clima subtropical úmido e toda a vegetação e umidade presentes dentro da metrópole, contribuem para que a capital paranaense possa começar o dia com um sol lindo e terminar chovendo uma pancada com ventos frios. 

Há depoimentos, inclusive, de que em Curitiba pode estar chovendo em um ponto da cidade enquanto faz sol em outra região. Nesse caso, a cidade é bem parecida com Porto Alegre, que só não é tão fria porque não é tão alta.

Por causa de todas as suas características, Curitiba tem as estações muito bem definidas. O verão é quente e úmido, e as temperaturas ficam na médias dos 21ºC. Já o inverno é frio, nebuloso e com temperaturas na média dos 13,5ºC, mas podendo baixar para menos de 2ºC.

Neva em Curitiba?

Mas se você quer ver neve, Curitiba também não é o destino mais certo. Neve é um evento muito raro na capital paranaense, mesmo com as baixas temperaturas e a umidade. Ela ocorre mais ou menos a cada dez anos e tem sido mais difícil ainda a ocorrência desse fenômeno por causa da elevação das temperaturas globais. Esses são os anos em que nevou em Curitiba: 1889, 1892, 1912, 1928, 1943, 1955, 1957, 1963, 1975, 1979, 1981 e 1988.

Ou seja, já faz mais de 30 anos que não neva por lá. Porém, se você tem interesse em conhecer a cidade com neve ou sem, é bom saber que a temperatura mais baixa já registrada em Curitiba foi de -5,4ºC, é data de 1972. A mais alta temperatura registrada foi de 35,2ºC, em 1985.