Por Gabriela Giacomini,
Redação do WebArCondicionado

Um fato em comum que acontece em todos os escritórios é a discussão sobre a temperatura ideal no ambiente de trabalho. Melhor dizendo, essa cena é típica de todos os espaços com ar-condicionado onde as pessoas trabalham, produzem e simplesmente convivem.

temperatura-ar-condicionado-trabalho

Veja qual a temperatura ideal no ambiente de trabalho – Imagem: WebArCondicionado

Enquanto uns já chegam no local ligando o aparelho e colocando na temperatura mínima por estar muito calor e querer resfriar o ambiente “mais rápido”, outras pessoas em poucos minutos já passam a sentir frio. E assim se trava uma guerra do controle remoto em busca da temperatura mais confortável.

Mas afinal, existe uma temperatura ideal no ambiente de trabalho? Há alguma lei ou norma que especifique isso? Ou indo mais adiante, é verdade que isso afeta a produtividade e inclusive a saúde do trabalhador?

São essas questões que iremos esclarecer a seguir para te orientar:

Qual a Temperatura ideal no Ambiente de Trabalho?

A boa notícia é que existe sim no Brasil uma norma que regulamenta esse ponto de discussão. O Ministério do Trabalho determina esse parâmetro na NR 17, que estipula que a temperatura seja mantida entre 20 e 23 graus nesses ambientes, com umidade relativa não inferior a 40%. 

Ou seja, essa norma trata das questões fisiológicas e psicológicas dos funcionários, estabelecendo parâmetros que as empresas devem atender.

Vale ressaltar mais uma vez que essas NRs (Normas Regulamentadoras) são determinações obrigatórias feitas pelo Ministério do Trabalho, com o objetivo de garantir a segurança e a saúde do trabalhador. 

Resumindo, elas criam e padronizam regras relacionadas a diversos aspectos do ambiente laboral. Caso descumpridas, podem resultar em punições para a empresa

Por isso é sempre necessário manter tudo dentro dessas orientações, tanto para o bem do funcionário quanto para a instituição.

O que diz a NR 17

Segue na íntegra o trecho correspondente à temperatura ideal dentro dessa norma:

“17.5.2. Nos locais de trabalho onde são executadas atividades que exijam solicitação intelectual e atenção constantes, tais como: salas de controle, laboratórios, escritórios, salas de desenvolvimento ou análise de projetos, dentre outros, são recomendadas as seguintes condições de conforto:

a) níveis de ruído de acordo com o estabelecido na NBR 10152, norma brasileira registrada no INMETRO;

b) índice de temperatura efetiva entre 20ºC (vinte) e 23ºC (vinte e três graus centígrados);

c) velocidade do ar não superior a 0,75m/s;

d) umidade relativa do ar não inferior a 40 (quarenta) por cento.”

Outras Recomendações sobre Temperatura Ambiente Ideal

Não podemos esquecer de citar também outra norma e resolução que compactuam com a orientação acima quando falamos sobre essas condições climáticas: 

  • A ISO 9241, que recomenda temperatura de 20 a 24 graus no verão e 23 a 26 graus no inverno, com umidade relativa entre 40% e 80%. 
  • A Resolução 9 da Anvisa, que afirma em linhas gerais que 23 graus é a temperatura mais confortável para o corpo, com pequenas variações dentro dessa faixa.

Ou seja…

Temperatura do Ar-Condicionado no Ambiente de Trabalho: Lei 

Analisando as “leis” mencionadas nas normas e resoluções acima, pode-se afirmar que a faixa ideal de temperatura do ar-condicionado no trabalho fica entre 20 e 24 graus.

Seguindo essas determinações, é possível regulamentar a temperatura ideal no seu ambiente de trabalho para finalizar as discussões e tentar criar um ambiente confortável a todos. 

Certamente aquelas pessoas que preferem o ar-condicionado ligado em 17 graus não vão gostar, mas ao mesmo tempo será um alívio para quem passa mais frio. 

temperatura-ideal-ambiente-de-trabalho

Muitas pessoas sofrem com o ar ligado na temperatura mínima – Imagem: Reprodução

Vale esclarecer, falando nisso, que colocar o aparelho na temperatura mínima não é recomendado por vários motivos: o gasto em energia elétrica será maior, o termostato do aparelho será forçado demais (prejudicando essa peça) – assim como algumas partes internas da tubulação podem congelar entupir -, e a umidade do ar será reduzida drasticamente, podendo desencadear problemas respiratórios. 

Resumindo, isso irá prejudicar tanto o ar-condicionado quanto a saúde das pessoas nesse ambiente super gelado. 

Ar-condicionado e ambiente de trabalho: Produtividade

Outra questão que merece ser coloca em pauta é a produtividade no trabalho. Afinal, a temperatura do ar-condicionado pode influenciar nisso?

A resposta é sim, pois o que determina a sua capacidade de produzir é um conjunto de fatores, entre eles, a temperatura do local onde você está. E isso irá refletir diretamente no seu corpo, que reage aos estímulos.

A partir do momento que você está em um lugar desconfortável – não apenas termicamente -, sua capacidade de concentração fica comprometida, afetando assim o seu rendimento. 

Para comprovar isso, um estudo comparou a produtividade de homens e mulheres em temperaturas extremas para ver se havia alguma diferença entre os gêneros por esse lado. Você pode entender melhor e saber o resultado desse teste acessando esse post AQUI.

Preze pelo bom senso ao utilizar o ar-condicionado

Portanto, considerando as normas vigentes citadas e a questão da produtividade, fica claro que a decisão pela temperatura ideal é uma questão de bom senso. 

Optando por uma faixa entre 20 e 24 graus – nem muito frio nem muito quente – o ambiente fica confortável para todos, evitando também as discussões que podem vir a interferir nas relações entre os profissionais.

Agora que você sabe qual a temperatura ideal no ambiente de trabalho, aproveite e fique por dentro dessas 8 Regras de Etiqueta para o Uso do Ar-Condicionado nas Empresas.