Você sabe a quantas anda o mercado de Condicionadores de Ar? O setor de HVAC veio enfrentando uma baixa nas vendas desde 2016, muitos especialistas dizem que é por causa de uma desaceleração nas vendas internas do mercado chinês. Porém, segundo um estudo divulgado pela BSRIA, as coisas estão esquentando outra vez.

O que irá influenciar nos próximos anos

A avaliação é que o setor de Ar Condicionado está se recuperando financeiramente, segundo as análises de vendas nos grandes mercados mundiais, como os Estados Unidos. Em 2017 os números já haviam revelado uma melhora, que se atribui a um verão muito quente na China e a inserção de novas tecnologias de inteligência doméstica, como os aparelhos com Wi-Fi.

Um dos principais desafios para os próximos anos deve ser a adaptação e a recepção de novos fluidos refrigerantes. A BSRIA, entretanto, espera que até o fim de 2018 as vendas cheguem a 137 milhões de unidades, faturando mais de US$ 102 bilhões. Além disso, espera-se que cresça a competitividade no mercado internacional, já que a China, com as vendas internas saturadas, deve apostar em vender fora do seu território. O que deve tornar as grandes marcas mais criteriosas e agressivas na expansão.

Uma análise do mercado hoje

Apesar disso, o mercado da Ásia e do Pacífico ainda representa a maior parcela de vendas globais, cerca de 58%. A Europa mantém sua pequena contribuição de 7%, mas a BSRIA aponta que a região dá sinais de que está crescendo. Olhando especificamente para alguns países, a China segue dominante, com os EUA em segundo lugar e o Japão em terceiro.

Analisando os mercados individuais, a BSRIA divulgou suas perspectivas sobre os nichos dos condicionadores de ar portáteis, de janela e VRV. A associação já tinha divulgado uma pesquisa específica sobre os aparelhos Split.

Análise por modelo de ar-condicionado

O estudo diz que o modelo portátil é difícil de prever. Em 2017 suas vendas cresceram 11% a nível global. Grande parcela disso foi registrado na Ásia e na Austrália, onde o verão foi mais quente do que o esperado.

Já os modelo janela caíram nas vendas em 2017 – o que foi compensado pelo aumento de vendas dos Split. Foram apenas 11,8 milhões de unidades vendidas no ano passado. Somente os EUA foi contra a maré e registrou um aumento de 3% nas vendas desses aparelhos.

A BSRIA também avaliou positivamente as vendas do sistema VRV. Foram duas milhões de unidades vendidas em 2017, um crescimento de 25% em relação às vendas de 2016. Especula-se que a popularidade dos mini VRV e os sistemas VRV movidos à água tenham impactado os atrativos do produto.

Redação do Portal WebArCondicionado.