Subdimensionamento do ar condicionado Sim, o ar condicionado é um dos eletrônicos que mais consome energia, juntamente com o chuveiro, ferro de passar e forno elétrico. E quando o assunto é conta de luz, todo mundo quer economizar. Então, surgem velhas dúvidas em relação à potência e ao consumo e é comum acontecer o subdimensionamento de aparelhos pensando numa “aparente” economia, que no final representa mais gastos ao consumidor. O subdimensionamento acontece quando o aparelho utilizado é abaixo da potência recomendada pelo cálculo de BTU.

Aparelhos mais fracos consomem menos do que os mais potentes. Mas isto é relativo

Analisando as tabelas de eficiência energética do Inmetro, dois aparelhos da mesma marca, com a mesma classificação energética (selo A) e com as potências de 7 e 12 mil BTU, iremos constatar que consomem respectivamente 13,4 Kw/mês e 22,8 Kw/mês. Se ficarem ligados por nove horas diárias, durante 30 dias, o mais fraco representa aproximadamente 35 reais na conta de luz, enquanto o maior 62 reais.
Este é o cálculo que é feito sob condições ideias para cada modelo, seguindo indicações dos fabricantes e do próprio Inmentro. Até aí é possível afirmar que o aparelho mais fraco consome menos energia.

Economize de verdade utilizando o nosso comparador de preços exclusivo em ar-condicionado

Os pontos negativos do subdimensionamento

BTU/h é uma unidade de medida que indica o tempo que o equipamento levará para alterar a temperatura de um ambiente. Portanto, ao utilizar um aparelho abaixo do indicado, será necessário mais tempo para atingir a temperatura solicitada pelo usuário – independente da função do aparelho. Assim, este acréscimo de tempo representa maior demanda do sistema, fazendo com que o compressor trabalhe armado por um período maior até atingir seu “objetivo”. Mais trabalho para a máquina, maior consumo de energia.

Quando o AC é exigido demais, o cálculo padrão do consumo de kW/mês que realizamos no segundo parágrafo não vale mais. Além disso, um aparelho na capacidade máxima tende a precisar de manutenção mais cedo do que o esperado. Por isso, o valor final desembolsado pelo usuário será maior do que um cálculo feito nas condições habituais, obedecendo à metragem do ambiente, posição solar e número de pessoas e eletrônicos.

Nada impede

Subdimensionamento do ar condicionadoNão há nada que impeça o usuário de colocar equipamentos mais fracos em cômodos grandes, mais quentes ou com maior circulação de pessoas. Porém, é necessário observar as variáveis apresentadas neste texto para compreender sobre os picos de consumo de energia causados pelo sistema mais fraco. Também deve-se ter ciência dos possíveis danos que poderão surgir em função da maior demanda de trabalho do aparelho. Geralmente o subdimensionamento ocorre após grandes liquidações de aparelhos, onde os consumidores compram modelos mais baratos sem avaliar a potência.

Texto criado exclusivamente pelo setor de jornalismo do portal
WebArCondicionado.