Após abordarmos o uso de transformadores no ar-condicionado aqui, discutindo o fato de muitas residências que comportam 110v utilizarem aparelhos de 220v, agora iremos tratar das diferenças dessas duas voltagens economicamente. Será mesmo que há diferenças de consumo entre elas?

Esclarecendo termos
Antes de mais nada, é importante lembrar que a palavra voltagem – correspondente a uma das grandezas elétricas mais famosas – não existe no dicionário, assim como o termo amperagem. Sim, é isso mesmo, a palavra voltagem é uma expressão coloquial muito utilizada inclusive por quem entende do assunto, mas não existe no meio acadêmico da eletricidade, sendo falada comumente pois a unidade que representa a tensão elétrica é o Volt da qual se derivou a palavra.

A grandeza elétrica que erroneamente é chamada de voltagem nada mais é do que a tensão elétrica.

Veja as melhores ofertas de ar-condicionado 110v

Desmitificando ideias
O Brasil é o único lugar do mundo a possuir oficialmente duas tensões na rede elétrica, o que causa muitos transtornos, dúvidas e confusões a nós, usuários da eletricidade. Com isso, a pergunta sobre qual tensão é a mais adequada acaba ganhando forças em meio às duas possibilidades e à quantidade de informações sobre tensões.

Podemos encontrar uma gama de fontes que afirmam que 220v é mais econômico, mas tudo isso não passa de mito: teoricamente, tanto faz se o computador ou notebook está ligado a 110V ou 220V, pois eles vão necessitar da mesma potência para trabalhar. Para entender melhor como isso funciona, iremos nos basear na seguinte fórmula: P = U x i, considerando o P a potência consumida pelo aparelho, o U a tensão utilizada e o i a corrente elétrica.

Desse modo, vamos imaginar que a Tensão (U) é a largura de um cano d´água e a corrente (i) é a velocidade em que a água passa por este cano. A quantidade de água colocada em um balde é a potência consumida. Sendo assim, se formos duplicar a largura desse cano (aumentar a tensão de 110V para 220V), iremos precisar apenas da metade da velocidade de água passando por ele (reduzir a corrente de 50A para 25A), já que ambos conseguirão encher o mesmo tanto de água no balde (potência consumida em Watts). Assim:

– 110v x 50A = 5500 Watts
– 220v x 25A = 5500 Watts

Resumindo, a ideia de que 220v é mais econômico não passa de ilusão, visto que a economia será a mesma em ambos os casos acima, pois a voltagem não interfere no consumo de energia e a conta de luz é cobrada em Watts (W), e não em amperes (A) ou tensão (U).

O que pode fazer a diferença
Na prática a história é um pouco diferente. Como a corrente é bem mais elevada na rede elétrica de 110V, são necessários fios mais grossos, elevando o custo da construção ou manutenção. Sendo assim, um ar-condicionado 220v pode consumir um pouco menos de energia pois trabalha com fiação mais fina devido a menor corrente que utiliza. Podemos então economizar na fiação, mas a diferença é tão pequena que não dá para dizer que um aparelho 220v consome menos.

Calcule o consumo mensal do seu aparelho aqui.

Mas por que há duas voltagens?
Você já deve ter se perguntado por que existem duas opções de voltagem para as instalações elétricas, 110V e 220V, ao invés de um padrão único, ainda mais se já queimou algum aparelho por causa disso. Acontece que as diferentes voltagens tiveram origem no começo da implantação da eletricidade no Brasil no começo do século 20.

No início da eletrificação no país não existiam empresas nacionais, o que levou o Brasil a sofrer influência de empresas dos EUA e da Europa. Daí a possibilidade de duas voltagens, já que as norte-americanas usam apenas 110v e as europeias 220v. Além disso, na época que se definiu o padrão, estudos mostraram que o custo para se converter as instalações diferentes para uma só era absurdamente inviável, fazendo com que as duas possibilidades permanecessem e rendessem aparelhos tanto 110v quanto 220v até hoje.

banner-entreprodutos-procurando-por-instalacao

Redação do Portal WebArCondicionado.