Por Yuri Correa,
Redação do Portal WebArCondicionado

Segundo dados da OMS, as doenças respiratórias estão em terceiro lugar dentre as causas mais comuns de morte por algum tipo de enfermidade. Qualquer nariz entupido, tosse ou coceira na garganta já é o suficiente para deixar qualquer um indisposto, não é verdade?

Pois é, e algumas delas podem ser agravadas pelo ar-condicionado caso o aparelho não seja utilizado da maneira mais adequada, sabia?

Os pulmões, ligados às vias respiratórias pelos brônquios, pela traqueia e a faringe, são o centro desse sistema do corpo humano, responsável por levar oxigênio para o sangue e daí para o resto das células. Quando não danificado ou funcionando de maneira irregular por algum motivo, o sistema respiratório adoece o corpo inteiro.

As doenças que acometem essa região do corpo são apontadas como avaria social e econômica, pois sua natureza crônica afeta anualmente bilhões de pessoas ao redor do planeta todos os anos. Vamos entender melhor quais as principais doenças e como o ar-condicionado mal-utilizado pode piorar tudo?

Quais as principais doenças respiratórias?

As principais doenças que afetam o sistema respiratório são as seguintes: broncopatias, pneumopatias, transtornos respiratórios, fístula do trato respiratório, doenças torácicas, transtorno da motilidade ciliar, doenças nasais, hipersensibilidade respiratória, infecções respiratórias, doenças da traqueia, laringopatias, doenças pleurais, anormalidades do sistema respiratório e neoplasias do trato respiratório.

Porém, sendo os pulmões o centro desse sistema, vamos nos concentrar nas mais comuns doenças que afetam esses órgãos.

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Também conhecida popularmente pela sigla DPOC, essa doença se configura pela obstrução dos pulmões causadas por danos devido à fumaça do cigarro, exposição à poeira excessiva e outros poluentes. Quando instalada, a doença oferece risco de obstrução total das vias respiratórias, diminuição de oxigênio no sistema e a liberação de toxinas na corrente sanguínea.

Os riscos de AVC e parada cardíaca aumentam exponencialmente. 

A DPOC é um agravamento da bronquite ou enfisema pulmonar e, segundo a OMS, atinge cerca de 80 milhões de pessoas atualmente. O ar-condicionado sem manutenção e com os filtros sujos com certeza afeta o quadro desta doença, pois lança partículas insalubres no ar respirado.

Bronquite

Essa doença se configura pela inflamação dos cílios dos brônquios, provocando a tosse. Ela pode se apresentar como bronquite aguda ou crônica. Embora seja causada principalmente por vírus, bactérias, poeira, fumaça e outros tipos de sujeira no ar também podem causá-la ou agrava-la.

A bronquite aguda dura menos tempo, de uma a três semanas, enquanto a bronquite crônica se manifesta principalmente pela manhã e à noite num período de mais ou menos três meses por pelo menos dois anos.

Enfisema Pulmonar

Essa aqui é uma espécie de destruição dos tecidos pulmonares, afeta principalmente os alvéolos. Você já deve ter visto uma foto de um pulmão preto por aí? Pois então, isso é o resultado da exposição dos pulmões à fumaça, especialmente a do cigarro, que é a principal causa do enfisema.

Não tem cura, mas seus sintomas podem ser evitados ou aliviados com o tratamento correto. Tosse, falta de ar, pouca capacidade pulmonar, etc. Mas certos hábitos devem ser mudados para se alcançar uma boa qualidade de vida para quem lida com essa doença.

Asma

A asma é uma inflamação das vias aéreas, e é causada por fatores genéticos e ambientais. Quando ataca o paciente, a asma fecha os brônquios, diminuindo perigosamente ou até obstruindo totalmente a passagem de ar.

Nos Estados Unidos, 5% dos casos de óbito em hospitais estão ligados à doença. Pessoas que lidam com a asma não podem ficar expostas a um ar de baixa qualidade, sob o risco de desencadearem uma inflamação generalizada.

Câncer de pulmão

O câncer de pulmão é um dos tipos mais comuns de câncer, sua taxa de incidência cresce 2% ao ano. Também é um dos tipos mais difíceis de tratar, não por acaso, a mortalidade dentre os acometidos pela doença é muito elevada.

O câncer de pulmão é causado principalmente pelo tabagismo, e ocorre em mais homens do que mulheres – número que, anos após ano, parece estar se invertendo.

Embora não possa ser a causa direta, o ar-condicionado auxilia na limpeza do ar, renovando-o para evitar exposição à produtos que possam ser cancerígenos. Caso não haja manutenção anual no aparelho, existem vários riscos à saúde, comprometendo a vida e o bem-estar dos usuários.

banner-entreprodutos-procurando-por-instalacao-verde-v2

Lembrando que nada nessa postagem substitui um diagnóstico médico. Fique ligado na qualidade da sua respiração, e se ficou alguma dúvida, comente conosco aqui embaixo!