Atualizado por Yuri Correa em 13/01/2020
Redação do WebArCondicionado

ar-condicionado-inverter-gasta-menos-

Se você já sabe o que é um split inverter, agora é a hora de saber se essa tecnologia realmente é mais econômica do que os aparelhos de ar-condicionado comuns, também chamados de On/Off.

A diferença básica do split inverter é que, enquanto está operando, ele nunca desliga o motor, e por isso não causa os picos de consumo de energia. Além disso, a velocidade de rotação do compressor é variável, sendo regulada de acordo com a temperatura no interior do ambiente.

Ou seja, quando é necessário retirar mais calor, o inverter aumenta a velocidade, e quando há menor quantidade de calor, a velocidade é diminuída. Ao contrário do On/Off, que desliga o compressor quando atinge a temperatura desejada pelo consumidor.

Como o Inverter economiza mais?

Por causa desse trabalho diferenciado do compressor, os modelos inverter acabam sendo lembrados pela economia de energia proposta por essa tecnologia. O que poucas pessoas percebem nessa diferença de funcionamento, é que a economia de energia implica também em uma mudança de atitude em relação ao modo como esses aparelhos são utilizados.

Acontece que o Inverter, justamente por não desligar o compressor, é mais vantajoso para quem utiliza o ar-condicionado por mais tempo e em temperaturas mais amenas. Escritórios, por exemplo, onde as pessoas disputam muito a temperatura do ar-condicionado, tendem a configurar uma temperatura mediana, em torno dos 21°C. Além disso, por ser um ambiente de trabalho, normalmente o ar-condicionado fica ligado durante todo o horário comercial.

Nesse caso, a compra do ar-condicionado inverter é mais vantajosa do que a de um split comum, que ficaria ligando e desligando durante todo o expediente. Agora, se você vai ter um inverter para utilizá-lo em temperaturas extremas e um pouquinho de cada vez, aí ele pode acabar gastando até mais do que um split comum.

Custo X Benefício

Um aparelho inverter tende a custar mais caro, mas em alguns meses o valor pago a mais pode ser compensado pela economia na sua conta de luz – dependendo do modo de uso, lembre-se. Um split inverter de 12.000 BTUs, por exemplo, custa em torno de R$ 1.339 a R$ 3.130, valor um pouco acima dos Splits convencionais que podem custar a partir de R$ 900.

Split Convencional x Split Inverter

Pegando dois Splits de 12.000 BTUs, sendo um convencional e o outro Inverter, fizemos a seguinte simulação para você perceber a diferença no fim do mês:

Agora vamos descobrir quanto cada um gastaria aproximadamente na conta de luz:

Split convencional: R$ 109,44 p/mês

Split Inverter: R$ 105,60 p/mês

OBS: O cálculo de consumo foi feito na nossa calculadora de consumo, com base nos dados acima e com base na tabela de eficiência energética do Inmetro.

Faça um teste na calculadora para ver como funciona consultando o preço da tarifa de energia na sua cidade.

.

Conclusão: Inverter é ou não é mais econômico?

Como podemos ver, nesse caso acima a diferença não será muita se analisarmos a comparação em apenas um mês, mas nos dias em que o ar-condicionado tiver que trabalhar mais, o inverter será mais vantajoso. Isso acontece por causa do seu funcionamento, conforme explicamos, que torna o aparelho mais econômico por atingir a temperatura desejada mais rapidamente e a manter constante, ou seja, com pouca oscilação de energia.

Algumas fabricantes de ar-condicionado Inverter garantem uma redução de até 60% nos gastos com o aparelho por causa dessa tecnologia, e como pode ser visto na simulação acima, o investimento acaba compensando a longo prazo. Portanto, o Inverter é ideal para quem vai usar o ar-condicionado muitas horas por dia com frequência, principalmente em locais onde a temperatura varia bastante.

Porém, é necessário colocá-lo em temperaturas amenas, ou o esforço de compensação vai igualar o liga e desliga dos splits comuns. E para você, qual sai mais em conta?