tinta-ar-condicionado-sol-cold

Já pensou se existisse uma tinta que proporcionasse uma sensação de frescor ao ambiente ao pintar uma parede ou telhado?

Isso já é uma realidade, e não estamos falando sobre a tinta para asfalto testada em Los AngelesEssa nova espécie de tinta refletora que estamos falando tem sido aplicada a edifícios de forma que a temperatura se torne mais amena. O resultado? Um ar condicionado e economia de energia. Resumindo, a pintura de alta tecnologia tem o poder de arrefecer as casas e escritórios que estão expostos ao calor do sol, sendo uma alternativa para conter os tradicionais aumentos na conta de luz quando está quente e o ar-condicionado é ligado.

Dentre os criadores dessa tecnologia está Yaron Shenhav, que junto a alguns colegas deram origem à SolCold – uma empresa com sede em Herzliya, em Israel -, responsável por desenvolver a solução que economiza recursos energéticos. “É como colocar uma camada de gelo no seu telhado, que é mais espessa quando há mais sol”, explica Shenhav.

Surgimento da tinta refrigeradora

Inicialmente a ideia começou por colocar nos telhados dos edifícios uma tecnologia baseada em um material projetado com um laser para arrefecer as casas. Porém, mesmo resolvendo o problema do aquecimento, montar os lasers nos telhados não seria barato nem muito prático. Com isso, a equipe começou a buscar uma outra forma de cumprir esse objetivo.

tinta-para-reduzir-a-temperaturaShenhav e seus colegas criaram então um material que cumpre a mesma ideia do laser através de tinta. A pintura, composta por duas camadas (uma camada externa que filtra alguns raios de sol e uma camada interna que tem a função de fazer a conversão de calor em luz), consegue proporcionar uma temperatura abaixo da temperatura ambiente.

Segundo canais de informação de Israel, o material foi testado em laboratório e funciona, e os objetivos são mais facilmente alcançados em edifícios com telhados metálicos do que com os convencionais, funcionando ainda melhor em divisões com os tetos mais baixos.

Leia também: Telhado branco e tinta térmica ajudam a reduzir custos com ar-condicionado

Diferença é de até 10ºC

As simulações mostram que os últimos andares podem apresentar uma diferença de até 10ºC mais frio com a pintura inovadora. Dentro de dois anos a equipe pretende realizar testes pilotos em edifícios.

Lembrando que já explicamos como as cores influenciam na temperatura, porém, segundo Eran Zahavy, do Instituto Israelista de Pesquisa Biológica, a tinta apresentada como inovadora consegue maiores resultados.

A equipe envolvida na criação da tinta acredita que inicialmente a novidade será aplicada a grandes edifícios, como centros comerciais e estádios de futebol. O revestimento poderá reduzir o consumo energético em até 60%.

Mesmo não sendo barata, vai haver quem se renda a esta inovação.

Redação do Portal WebArCondicionado