Conheça os sistemas de ar condicionado em barcosAssim como em residências, empresas ou escritórios, o ar condicionado é importante também em embarcações, onde as temperaturas sobem ainda mais rápido. Mas neste caso, além de refrigerar o ambiente, ele também tem a função de retirar a umidade resultante de estar dentro da água.

Assim como nos modelos de conforto residencial, aparelhos eletrônicos são mais procurados quando o assunto é ar condicionado marítimo, pois através do painel, podem informar quando estão com algum problema e também ficar visível a temperatura desejada.

Abaixo, abordaremos alguns assuntos como:
* Tipos de sistemas;
* Como identificar a quantidade de BTUs necessárias;
* Energias disponíveis para alimentar o sistema;
* Limpeza;
* Principais marcas de ar condicionado náutico;
* Custo.

Tipos de sistemas
Visão interna.Os usuários de ares condicionados náuticos podem optar por diversos sistemas, sendo o que contém dutos o mais usual. Aparelhos compactos, como portáteis e até mesmo a marinização de sistemas residenciais é possível, confira:

Embutido / Dutado
A ideia é de um ar condicionado central, onde há o equipamento na casa de maquinas do barco e através de dutos o ar é distribuído pela embarcação. Este modelo requer uma instalação profissional e pode ser instalado em barcos de qualquer dimensão.

Escotilha / Portátil
O modelo portátil também é conhecido como escotilha. O aparelho é colocado na abertura da escotilha, no teto, da cabine, quando a embarcação está parada e fica guardado no interior do barco quando se está navegando. O problema podem ser as potências, já que não possuem muitas opções, demorando mais para gelar e gastando mais energia em grandes espaços.

Marinização
Usar um sistema residencial, como o Split, por exemplo, é possível. Essa transformação é chamada de sistema off-shore e pode ser aplicada em qualquer capacidade de aparelhos, desde 7.000 até 60.000 BTUs, seja Split, self ou até mesmo janela.

Como saber qual a potência necessária para o seu barco
Navio na África do SulO primeiro aspecto a ser avaliado é o modelo do barco. O isolamento térmico e as características do ambiente devem ser levados em consideração, afinal, se a circulação de ar for grande a potência do aparelho deve ser maior, assim como se a cabine for fechada, o dimensionamento será mais simples e a potência poderá ser menor.

Assim como os ares condicionados tradicionais, antes de adquirir e instalar um sistema de refrigeração no seu barco, você deve observar a quantidade de BTUs necessário. Nossa calculadora online de BTU poderá lhe ajudar.

Energia e eficiência
Muitos sistemas e aparelhos são mantidos por geradores, que fornecem energia às instalações. Mas, assim como nos sistemas de ar condicionado veicular, modelos compactos permitem que sejam ligados na bateria da embarcação.

Os barcos com muitas janelas na cabine fazem com que o ar condicionado trabalhe mais. E os barcos com cascos escuros esquentam mais e são mais difíceis de refrescar. Em ambos os casos, os gastos com energia aumentam.

Limpeza
Alguns fabricantes aconselham higienizar e lavar o aparelho (com água doce) a cada 30 dias, evitando que a maresia e até mesmo resíduos comprometam o funcionamento do equipamento. A higienização dos filtros, evitando doenças respiratórias também é fundamental.

Principais marcas de ar condicionado náutico:
Dometic: O Grupo Dometic pode ser considerado o maior do setor. Sueco, o fabricante oferece sistemas refrigerados de ar condicionado para aplicações em iates, barcos de trabalho e navios militares. É responsável por marcas consagradas do setor, como a Cruisair, Marine Ar e a própria Dometic. Alguns aparelhos do grupo:
DuraSea Rooftop – Equipamento totalmente marinizado de 15.000 BTUs. Projetado para ser instalado em uma plataforma plana ou no último piso e esfriar a área logo abaixo.
DuraSea Condensadores Refrigerados a Ar – Tem como ponto principal a durabilidade. Fica localizado no convés ou no piso superior. Os condensadores DuraSea dispõem de um armário de aço inoxidável e a capacidade vai de 36.000 a 120.000 BTUs.
SSA16 –  Com 16.000 BTUs, o equipamento possui armário de aço inoxidável com componentes internos revestidos, que são resistentes à corrosão.

Grupo Dometic

Mermaid Manufacturing: Montados em bases de aço inoxidável sólido, a norteamericana Mermaid trabalha com aparelhos de 5.200, 6.500, 9.000, 12.000 e 16.500 BTU. Os equipamentos podem climatizar cabines em embarcações marítimas que vão desde pequenas lanchas até barcos de trabalho.

Mermaid

Pompanette Ar: Todos os aparelhos são Quente/Frio e acompanham painel digital. Os aparelhos da norteamericana Pompanette trabalham com potências de 7.000, 10.000, 12.000 e 16.000 BTUs.

Pompanette

Webasto: A alemã Webasto, conta com unidades equipadas com compressores focados no silêncio significante de barulho e vibração. Os aparelhos são montados com aço inox contra corrosão. Os equipamentos são de 5.000, 9.000, 12.000 e 16.000 BTUs, divididos em dois modelos: o BlueCool Classic (para barcos e iates que possuem de uma a três cabines) e BlueCool Premium (sistema tipo chiller para iates e barcos com várias cabines).

Webasto

Custo
Os preços dos aparelhos variam bastante, dependendo da potência e modelo. Os embutidos são mais caros que os portáteis e necessitam de uma instalação profissional. Os preços variam entre R$ 6 mil e R$ 16 mil.

Redação do Portal WebArCondicionado.