Por Gabriela Giacomini,
Publieditorial

Economizar na conta de luz tem sido um dos maiores desafios de todos os brasileiros. Para hotéis, pousadas e resorts, então, é uma prioridade estratégica. Na grande maioria dos estabelecimentos hoteleiros estima-se que a energia elétrica esteja no topo da lista de gastos, exigindo um valor enorme de suas finanças. Nesses cálculos, você sabia que o ar-condicionado é um dos principais equipamentos consumidores de energia?

Para ter noção do tamanho desse impacto na conta, imagine só uma estrutura com 100 quartos, por exemplo. São 100 condicionadores de ar puxando energia elétrica no momento que o hóspede pega o controle remoto e coloca o equipamento em funcionamento. Ou seja, quanto maior o estabelecimento, maiores os gastos nesse quesito.

“Cerca de 60% da conta de energia de um hotel é provinda do sistema de ar condicionado”, declara Paulo Mancio, executivo do grupo AccorHotels, em entrevista ao Going Green Brasil. “Trata-se de um item fundamental para o bom funcionamento do estabelecimento, a boa experiência do cliente, e claro, para a gestão financeira”.

Sendo a climatização essencial não apenas para o bem-estar do cliente, mas também para a saúde pública no momento em que um ar-condicionado bem instalado e higienizado influencia na qualidade do ar, como reduzir os custos e gastos? Eis que chegamos a uma das questões mais presentes ultimamente no setor hoteleiro.

Prossiga com a leitura para encontrar a resposta.

Hotéis: Como diminuir os gastos de energia elétrica com Boas Práticas de Manutenção

Além dos climatizadores, a demanda de energia engloba também todos os equipamentos de refrigeração, como frigobar, freezers, geladeiras, adegas, câmaras frias, por exemplo; itens de praxe para que bares e restaurantes estejam em perfeito funcionamento. Acrescentando mais esses aparelhos na lista, o consumo de energia só aumenta.

E não dá pra deixar os hóspedes na mão, não é mesmo? “Se você for viajar, chegar no hotel e ver que o ar não está funcionando ou tem cheiro ruim, você vai na recepção e pede para arrumar ou dar outro quarto. Imagine se isso acontece na alta temporada. Não tem para onde correr pois o consumidor é o melhor fiscal de todos”, justifica Kiko Egydio, Diretor da K11 – empresa que oferece soluções para reduzir os custos com manutenção e consumo elétrico -, ao falar sobre a necessidade de estar com o aparelho em boas condições de operação.

“Hoje a maioria dos hotéis disponibiliza aparelhos de ar condicionado individuais nos quartos, com exceção às grandes estruturas. Se estiver vazando fluido refrigerante, o consumo que seria de 60%, como o executivo da AccorHotels disse, pode chegar a 65, 70% do gasto de energia elétrica”, alerta Egydio, ressaltando ainda que “sistema com baixa carga de fluido, além de consumir mais energia, expõe o aparelho a um super esforço e por isso reduz o tempo de vida útil do compressor”. Qual seria a melhor solução para economizar dinheiro então? “É aí que entram as boas práticas de manutenção. Em tempos de crise, é ‘O’ investimento a ser feito”, enfatiza o representante da K11.

Em um momento em que os novos investimentos até para troca de equipamentos estão paralisados ou em estado de espera, a política de boas práticas de manutenção é uma decisão estratégica por ser rentável, reduzindo custos em níveis relevantes para qualquer orçamento.

Solução econômica e acessível a todos

Assim como o setor hoteleiro aposta em comandos eletrônicos para executarem tais atividades automaticamente e seguindo os padrões de eficiência energética, a manutenção, tanto dos equipamentos de refrigeração quanto de climatização, é FUNDAMENTAL.

Em épocas em que a economia em um contexto geral está mais escassa, prezar pelos cuidados com os aparelhos é um GANHO, já pensou o quanto isso pode significar na ponta do lápis?

Eis o desafio para quem é gestor financeiro, gerente de hotel, ou técnico de ar-condicionado – os envolvidos nessa questão: calcule quanto foram os gastos com o conserto dos equipamentos e recargas de fluidos refrigerantes nos últimos 12 meses. O resultado é um desperdício de dinheiro que poderia ser reduzido com a manutenção preventiva.

Sem contar que esse prejuízo tira o lugar de investimentos que poderiam ser feitos para melhorar a experiência dos clientes e, além de trazê-los de volta, para que possam ser referências positivas do seu estabelecimento para novos hóspedes.

Eventos simultâneos oportunizam conexão entre os segmentos de Hotel e Refrigeração

Atentos para os assuntos que envolvem Eficiência Energética e Projetos de Inovação, dois eventos estão programados para acontecer entre os dias 10 e 13 de setembro de 2019 no mesmo local – o São Paulo Expo.

A Equipotel – evento sinônimo de hospitalidade no Brasil e na América Latina – e a FEBRAVA – Feira Internacional de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação, Aquecimento e Tratamento do Ar – serão realizadas paralelamente e inclusive existe uma passagem aberta de uma para outra, sabia disso?

Ok, mas o que isso tem a ver com o que falamos acima?

O segmento Hoteleiro é muito importante para o setor de Refrigeração e vice-versa. Todas as construções de novos projetos exigem a instalação e manutenção periódica de equipamentos que são necessários para climatização de quartos e ambientes comuns, restaurantes, câmaras frias para guardar alimentos, vinhos; e muitas dessas novas tecnologias, boas práticas e projetos serão apresentados na FEBRAVA”, explica o Diretor da K11, que estará presente em ambos os eventos.

febrava-equipotel

Lembra da declaração de Paulo Mancio, CEO de uma das maiores redes de hoteis? Soluções para a demanda energética serão abordadas nas duas feiras, unindo os setores e mostrando como um pode auxiliar o outro na construção e bom desempenho dos estabelecimentos que querem aliar economia e qualidade.

É uma ótima oportunidade para gestores de hotéis, técnicos de ar-condicionado e empresas de climatização visitarem ambos os espaços e identificarem oportunidades em seus negócios.

Além disso, outros temas relacionados também poderão ser encontrados nos eventos, compostos por expositores, ilhas temáticas e apresentações.

Visite a K11. A empresa irá estar no Estande J10 da FEBRAVA.

Equipotel e FEBRAVA

Data: 10 a 13 de setembro de 2019 (terça à sexta-feira)
Horário: das 13h às 21h
Local: São Paulo Expo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – Água Funda – São Paulo

Inscrições no site da Equipotel e FEBRAVA