Por Yuri Correa,
Redação do WebArCondicionado

A tecnologia de ar-condicionado inverter só se popularizou no Brasil nos últimos 10 anos nos aparelhos Split, mas você sabia que essa não é uma invenção recente? O primeiro inverter do mundo nasceu de uma necessidade há bons anos e tinha todo um contexto.

Hoje, vamos contar essa história.

O Primeiro Ar-Condicionado Inverter do Mundo

O primeiro aparelho de ar condicionado residencial com tecnologia inverter foi lançado pela Toshiba em dezembro de 1981. Porém, até chegar num produto final, a jornada dos engenheiros teve muitos altos e baixos.

Tudo começou com a crise do petróleo de 1973, que deflagrou uma crise mundial por economia de energia elétrica e modos de tornar nossas tecnologias mais eficientes e compactas. No meio dessa história, surge a Toshiba, que vinha trabalhando com inversores, também chamados de conversores de frequência.

Os Conversores de Frequência

Um conversor de frequência é uma peça eletrônica que vai acoplada a um motor para controlar suas rotações ou frequência de empuxos. Desse modo, o conversor recebe algum tipo de informação ou controle, e faz a dosagem de qual a frequência máxima necessária para o motor operar e ainda manter as funções do aparelho a que ele está servindo.

Esse conversor é chamado hoje de inverter.

Como a Toshiba chegou no Inverter?

Primeiro, é preciso dizer que o inverter não foi uma tecnologia criada pela Toshiba e nem especialmente para o ar-condicionado. Os conversores de frequência eram usados, inclusive, em grandes máquinas industriais para poupar esforço e consumo de energia.

É em 1980 que a Toshiba entra nessa história, isso porque possuía componentes eletrônicos em tamanhos muito menores do que os que corriam no mercado naquela época. Por esse motivo, era possível projetar um inverter menor.

De fato, a Toshiba lançou neste mesmo ano um conversor de frequência muito pequeno e que poderia ser colocado dentro de um ar-condicionado. E assim, as pesquisas para tornar isso possível começaram ainda em dezembro de 1980.

Problemas no Compressor!

O grande problema a ser resolvido pelos engenheiros da Toshiba, entretanto, passou longe do tamanho do inverter. O desafio era que os engenheiros não faziam ideia de como um compressor, feito para ou estar ligado na sua potência máxima ou desligar em absoluto,  reagiria a um modulador de frequência que controlaria a sua força de trabalho.

Os resultados foram os mais variados. Os compressores vazavam óleo quando o inverter os faziam trabalhar com muita força e ficavam sem lubrificante quando trabalhavam com menos força. Além disso surgiu um ruído alto e até mesmo desgaste nas peças.

Num processo que arruinou inúmeros compressores em testes e protótipos, os engenheiros resolveram um a um desses problemas.

Nasce um Inverter

Ao final de agosto de 1981, os engenheiros já tinham passado a voltagem de 110v para 220v, uma vez que essa última era mais estável para o inverter, assim como reduzido seu tamanho para um terço do inverter original lançado em 1980, além de terem conseguido diminuir seu preço comercial em 40%.

Ou seja, a Toshiba havia criado um produto eficiente, de tamanho e preços adequados que poderia ser comercializado.O primeiro ar-condicionado inverter ficou pronto, então, em setembro de 1981. E em 12 de dezembro desse mesmo ano ele recebeu sua primeira avaliação de mercado.

Hoje inverters são bastante populares no mercado de climatização e predominam principalmente os modelos split. Nascida com o propósito de alcançar eficiência e economia, com o passar das décadas a tecnologia inverter acumulou fãs e detratores.

O que é um Ar-Condicionado Inverter?

Para quem não conhece, a tecnologia inverter é um tipo de motor que controla a intensidade do compressor – que é o coração do ar-condicionado. Em aparelhos comuns, o compressor ou está ligado ou desligado.

Porém, ao contrário do liga e desliga dos aparelhos comuns, algo que causa picos de consumo de energia elétrica, o compressor do inverter nunca desliga. O que ele faz é operar às vezes com mais força e às vezes com menos força, vai de acordo com a necessidade.

Desse modo, os condicionadores de ar inverter ganharam fama de serem mais eficientes e mais econômicos.

E você, o que acha do ar-condicionado inverter? Deixe suas dúvidas e sugestões nos comentários abaixo!