Aprovada em texto final na última terça-feira (26), o projeto de lei do deputado estadual Rosenverg Reis, do MDB, diz que todos os hospitais públicos e privados, inclusive as Unidades de Pronto Atendimento (as UPAs), deverão ser equipados com aparelhos de ar-condicionado nos seus ambientes internos.

O que acontece agora com o projeto de lei?

O projeto de lei 9-19 foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (a Alerj) e deve ser encaminhado ao governador Wilson Witzel. Segundo a legislação, Witzel tem até 15 dias úteis para vetar ou sancionar a ideia.

Por que é importante ar-condicionado nos hospitais do Rio?

Segundo os idealizadores do projeto, o objetivo é melhorar a qualidade do ar para os pacientes e funcionários desses espaços, diminuindo também o risco de infecções aumentando o conforto. Não é incomum se ouvir notícias sobre hospitais sem sistemas de climatização onde os pacientes acabam sofrendo com o calor, além de já enfrentarem as enfermidades que os levaram até lá.

Muitas vezes os familiares precisam levar ventiladores para tentar aplacar a temperatura no interior dos prédios, e assim tornar a estadia de seus entes queridos menos danosa à saúde dos mesmos. O calor pode ser extremamente prejudicial a um paciente enfermo, e já causou mortes, inclusive. Se o governador Wilson Witzel sancionar a lei e as punições pelo seu descumprimento, o cariocas vão poder respirar mais tranquilos, ao menos, dentro dos hospitais.

Redação do Portal WebArCondicionado