Gases são utilizados em ares-condicionados ou refrigeradores

Diariamente, ouvimos ou lemos as denominações HFCs, HCFCs, R-22, 410A, além de vários outros nomes de fluidos refrigerantes. Por esse motivo, você pode ter se perguntado qual a origem de tantos números nas nomenclaturas dos gases. Primeiro, as escolhas não são aleatórias, pois cada número tem explicação lógica. A base para a nomeação dos fluidos está nas normas da Ashrae. Portanto, são construídos da seguinte maneira:

Nome fluidos refrigerantes

Observação: Por convenção, o primeiro algarismo nulo a partir da esquerda não é escrito.

Confira no exemplo: R-12 tem composição CCl2F2. Como tem apenas um átomo de carbono, o terceiro algarismo é nulo. Pela nomenclatura, o R-12 tem 2 átomos de flúor e nenhum de hidrogênio, pois a indicação é o número de átomos de hidrogênio + 1. Assim, chega-se ao número 1, o que confere com a composição química.

Os fluidos de cada classe são inúmeros. Veja quais são os mais conhecidos por quem trabalha com ar-condicionado ou refrigeração.

nomeados fluidos refrigerantes

Diferenças entre as classes de fluidos refrigerantes

  • Destroem a camada de ozônio e provocam o efeito estufa: CFC (clorofluorcarbono) e os HCFC (hidroclorofluorcarbono);
  • Não destroem a camada de ozônio, mas causam efeito estuda: HFC (hidrofluorcarbono);
  • Levemente inflamáveis: HFO (hidrofluorolefina);
  • Não causam danos ao meio ambiente: HC (hidrocarbonetos).

Redação WebArCondicionado