gotaAr-condicionado instalado e funcionado corretamente é sinônimo de conforto e frescor. Porém, dores de cabeça podem surgir se alguns pontos externos não forem analisados periodicamente. O gotejamento de ar condicionado nas vias externas, por exemplo, é um assunto que gera muita discussão, pois não existem exigências nacionais em relação à água que cai do aparelho. Tudo o que encontramos são leis municipais que tentam organizar a situação.

Em Porto Alegre e Rio de Janeiro, o gotejamento de água nas vias públicas é passível de multa. Ou seja, nos modelos janela, expostos às áreas externas, é obrigatória a instalação de uma bandeja coletora. O material deve ser em forma de calha para impedir que a água caia na via pública.  ar-condicionado instalado

No Rio de Janeiro, a multa inicial é de R$150,00 – se o problema persistir após 30 dias, as penas são diárias no valor de R$50,00. Já na capital gaúcha a situação é de descaso. Por falta de interesse dos condomínios, a fiscalização é falha.

Com a popularização dos splits o gotejamento tende a diminuir, pois estes modelos já possuem um caninho de silicone para escorrer a água. Mas eles também podem gerar as gotas indesejadas caso o dreno não seja direcionado corretamente na instalação. Entretanto, a água acumulada pelos modelos janela pode danificar a estrutura de marquises, ou então criar limo nas calçadas, trazendo perigos aos pedestres, por isso a importância de verificar a parte externa do equipamento.

Texto criado exclusivamente pelo setor de jornalismo do portal
WebArCondicionado.