Redação Portal WebArCondicionado com informações do Portal UOL.

É inegável que o ar-condicionado no carro traz mais conforto para o motorista e passageiros. Mas também é evidente que, ao ligar a refrigeração, é um olho do trânsito e outro no marcador de combustível. A boa notícia é que dá para aproveitar o máximo de potência do equipamento sem gastar muito nem com gasolina e nem com a manutenção.

Aliás, a manutenção preventiva é fundamental para a saúde física e financeira. Os fabricantes recomendam fazê-la a cada seis meses e o período entre setembro e novembro é o ideal, já que o calor é menor e os preços mais atrativos. Lembre-se que a limpeza de todos os componentes do ar-condicionado do carro é uma das manutenções mais simples e baratas do veículo. Além do mais, evita uma queima maior de combustível, pois o carro precisa se esforçar mais para refrigerar o ar quando há muita sujeira no sistema.

Uma outra dica para aumentar a eficiência do ar-condicionado automotivo é ativar a recirculação de ar, que faz com que o mesmo ar passe pelo sistema de forma contínua. Mas procure manter o equilíbrio entre essa função e a de captação externa, pois a renovação é de grande importância para a saúde.

Para finalizar, uma informação para aqueles que pegam estrada constantemente. Em altas velocidades, manter o ar-condicionado ligado não prejudica o consumo de combustível, porque não se cria a mesma resistência do que ao dirigir mais devagar. Mas isso não quer dizer que é para apertar o acelerador sem controle. Respeite os limites da rodovia e tenha uma boa viagem.