No Brasil também é lembrado o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho 

Conheça quem criou a data, números sobre acidentes de trabalho no Brasil e a entrevista de um profissional do mercado falando sobre o tema.

Em 28 de abril, é o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho. Comemorada desde 2003, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) instituiu a data com o intuito de lembrar às vítimas de acidentes e doenças ocorridas no trabalho. No Brasil, conforme a Lei nº 11.121/2005, também é lembrado o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. 

No país, segundo o Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, em 2020, foram notificados mais de 446,9 mil acidentes de trabalho. Conforme os dados levantados pela entidade pelo Governo Federal em parceria com a OIT, a maioria dos casos no país aconteceram em estados da região sudeste e sul no ano passado.

O Observatório traz informações relativas aos estados com maior número de acidentes de trabalho registrados. Para se ter uma ideia, 70% dos casos no país aconteceram somente em cinco estados, como mostra o gráfico abaixo.

Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho

Porcentagem de acidentes com os cinco Estado, que mais registram casos, em ordem descrente.

Ainda é possível analisar índices de setores, tal qual o de Instalações Hidráulicas e Sistemas de Ventilação e Refrigeração, no levantamento do observatório. O estado do Brasil com mais acidentes de trabalho no segmento é São Paulo – 247 notificações, em 2020.

Na segunda posição ficou o estado vizinho, Rio de Janeiro, 86 casos registrados. Fechando a lista dos cinco estados com maior número de casos estão Rio Grande do Sul com 39, Minas Gerais totalizando 37 e Paraná contabilizando 28.

Profissional comenta Saúde e Segurança no Trabalho

Com o objetivo de aprofundar as questões do Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho, convidamos o consultor e professor, Igor Heck, para responder algumas perguntas relacionadas à temática.

Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho

Igor Heck possui quase 20 anos de experiência, é consultor e também leciona na área./Imagem: Reprodução LinkedIn

Formado em segurança do trabalho há quase 20 anos, ele também é engenheiro de produção e de segurança. Ainda é proprietário da empresa Ponto Seguro – Consultoria em Segurança do Trabalho – e professor de cursos técnicos na área nas escolas Senac EAD e Sinodal.

WebArCondicionado – Qual a importância desta data e quais benefícios podem ter empresas e colaboradores quando observam questões relativas à segurança no ambiente de trabalho?

Igor Heck – O Dia Mundial da Segurança e do Trabalho foi instituído pela Organização Internacional do Trabalho – OIT – com o intuito de valorizar a vida. Por incrível que pareça, é contraditório que algumas pessoas perdessem a vida, para que fosse criado o dia. O que mais combina com segurança do trabalho é a palavra conscientização. Deveríamos fazer tudo com segurança: atravessar a rua, operar uma máquina e saber quais os requisitos do equipamento antes de operacionalizá-lo.

É importante falar com e não para. As instituições se preocupam com o técnico e a segurança, mas esquecem dos processos. A data relembra e provoca a reflexão sobre o quanto a vida é importante. Por exemplo, que não se deve colocar em risco por objetivo nenhum. Afinal de contas, cada pessoa pode perder a vida ou um colega em função disso.

Existem benefícios, porém, não são mensuráveis, ou seja, são subjetivos. Todavia, ajuda a empresa na manutenção dos colaboradores. Se a empresa oferece um ambiente de trabalho inseguro, o funcionário pode buscar outra oportunidade num local que tenha ambientes melhores. Além disso, tem a parte econômica em função de seguros e alíquotas relacionadas à questão de acidentes de trabalho.

WebArCondicionado – Quais os cuidados e equipamentos são recomendados em relação a segurança de quem trabalha com instalação de ar-condicionado? Quais EPIs precisam fazer parte das ferramentas deste profissional?

Igor Heck – Os cuidados do instalador de ar-condicionado estão voltados aos riscos adicionais, que muitas vezes são satirizados, em relação ao trabalho em altura. Recomendo que o profissional fique atento ao assunto. Já escutei de instaladores, que a melhor maneira de trabalhar em alturas, é subir na escada carregando a unidade para colocá-la em cima das mãos francesas. Será mesmo o melhor jeito? Não existem outras alternativas? Por exemplo, acessar o apartamento superior ou planejar o trabalho antes de fazê-lo, utilizar uma linha de vida, colocar a roldana para que um segundo profissional transporte a unidade condensadora.

Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho

Exemplo de imagem usada para satirizar trabalho em altura, conforme explica Igor Heck./Imagem: Reprodução

A maioria de vocês, profissionais de instalação, são autônomos e possuem pequenas empresas, em que são os responsáveis pela segurança. É raro ouvir falar de alguém que caiu ou se acidentou. Quem trabalha em altura costuma falar em casos de morte. Mas não vejo a morte como um dos piores problemas. Reflita sobre o que acontecerá se cair em cima das próprias ferramentas na área de trabalho. Pode fraturar as vértebras e ficar numa cadeira de rodas para o resto da vida. Conseguirá trabalhar assim e sustentar sua família? Ou seja, não pensam nessas situações.

Os equipamentos recomendados para trabalhos em altura são capacete, óculos de segurança, lente escura para evitar problemas e ter a visão ofuscada, cinto de segurança, talabarte e sistema de retenção contra quedas. Além disso, recomendo os seguintes EPIs: calçado de segurança antiderrapante e uma escada.

WebArCondicionado – Como costumam trabalhar em locais altos, quais cuidados devem ser tomados e equipamentos precisam ser usados para garantir a segurança do profissional?

Igor Heck – A maioria das empresas quando vai contratar os profissionais costumam requisitar treinamento conforme a Norma Regulamentadora 35 (NR-35). Também é um tema para o pequeno empreendedor cuidar visando capacitar os colaboradores da empresa. Algo comum no meio é confundir o trabalho em altura com o acesso por cordas. Mesmo com regras, condições e equipamentos similares, a configuração do serviço é diferente. No acesso por cordas, a configuração ocorre com o profissional usando a corda como meio de acesso. Por outro lado, quando pés ou mãos estão sobre algum local, o trabalho feito é em altura.

Sugiro cuidado com os equipamentos para o trabalho em altura, por exemplo, a escada. Como fica exposta ao sol por ficar em cima do carro, pode atrapalhar a amarração da ferramenta. Outra situação é de alguém segura-la a fim de evitar quedas. Pessoal, se a pessoa perder o equilíbrio na parte superior, não há pessoa que segure a escada. Por isso, ambos os profissionais irão cair. Se for no gramado, procure uma crava para prender no chão. Cuidado também com a superfície para não ter afundamento.

Lembrem-se de procurar cursos e treinamentos para trabalhos em altura. A maioria dura oito horas e irão colaborar para a segurança de vocês durante a atuação profissional.

WebArCondicionado – Quais acidentes mais comuns com profissionais de instalação e manutenção de ar-condicionado? Por que costumam ocorrer?

Igor Heck – Dentre os acidentes mais comuns temos o choque elétrico, queimaduras, curto circuito e também quedas de alturas, que costumam ocorrer por dois motivos básicos. Os acidentes costumam ocorrer pela condição insegura apresentada no local, além do excesso de confiança. Afinal, já fiz o trabalho mais de 100 vezes. O que iria acontecer hoje? Falo em meus treinamentos que é igual loteria. Se não jogo, não ganho. Mas se jogar seis “numerozinhos” na mega, posso ganhar. Podem fazer o mesmo serviço muitas vezes e nada acontecer, mas pode ser que um dia sejam sorteados. E desejo que nunca ganhem esse prêmio.

A parte de instalações elétricas é um dos principais riscos de acidente que o instalador está suscetível. Muitas vezes não tem somente uma tomada para fazer a instalação. Por isso, o profissional precisa instalar um disjuntor, por exemplo.

Por esse motivo, é pertinente que se tenha conhecimento sobre o tema, especialmente aquele mais focado na segurança. Entendam que qualquer incêndio, ou pane que der um curto circuito causada pela instalação realizada, é você que será acionado para responder. Aqui estamos falando do risco para quem vive ou trabalha naquele local. Mas pense, se você, instalador, sofrer um choque elétrico. Como muitos trabalham sozinhos e não possuem contato de emergência, o morador ou o contratante terá que ligar para o Samu, por exemplo. Por que não tomar algumas precauções?

WebArCondicionado – Por fim, poderia reforçar a necessidade de cada trabalhador, especialmente os profissionais de manutenção e instalação de ar-condicionado, observar os cuidados com a saúde e segurança no dia a dia de trabalho.

Igor Heck – O Dia da Saúde e da Segurança no Trabalho é uma data mundial de conscientização para que a gente veja a temática efetivamente. Lembre-se de fazer a sua segurança todos os dias. É importante refletir sobre como estamos enxergando a questão no dia a dia de trabalho. Os cuidados de segurança também são uma maneira de ter o trabalho recomendado, assim como acontece quando o acabamento é bem feito. O profissional foi muito bom, fez um ótimo acabamento e teve cuidados com a segurança do trabalho.

Ninguém vai recomendar o profissional que caiu enquanto realizava o serviço. A imagem negativa hoje em dia é compartilhada rapidamente e talvez o profissional não trabalhe mais com instalação de ar-condicionado. É muito importante cuidar da segurança no trabalho. Afinal, você está se expondo a riscos.

Redação WebArCondicionado – Com informações da Agência Brasil, do Ministério da Saúde e do Observatório de Saúde e Segurança no Trabalho