Trabalho reúne as respostas de 105 empresas dos segmentos de Ar Condicionado, Refrigeração e Instalação
desempenho do setor AVAC-R no primeiro semestre de 2021

Pesquisa aborda desempenho do setor AVAC-R no primeiro semestre de 2021.

A ABRAVA, por meio do Departamento de Economia e Estatística (DECON), apresenta pesquisa sobre o cenário da cadeia AVAC-R nos primeiros seis meses deste ano. O estudo reúne as respostas de 105 empresas dos segmentos de Ar-Condicionado, Refrigeração e Instalação.

Coordenado pelo economista Guilherme Moreira, o trabalho mostra o desempenho do setor AVAC R no primeiro semestre e apresenta as perspectivas para o segundo semestre de 2021. Apesquisa aconteceu entre os dias 16 e 20 de agosto, com associados da ABRAVA (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar condicionado, Ventilação e Aquecimento).

De acordo com a pesquisa, a pandemia afetou de maneira intensa e desigual a economia brasileira e o setor de Aquecimento, Ventilação, Ar Condicionado e Refrigeração (AVAC-R) sofreu esses efeitos.

Por consequência, a recuperação econômica deve ser analisada levando em consideração esse cenário. Conforme o economista da ABRAVA, o setor AVAC-R vai movimentar cerca de R$ 36 bilhões ao longo de 2021.

O estudo analisou os seguintes itens: emprego, investimentos, exportações, faturamento, endividamento e acessos a insumos. Para Moreira, o ano será de recuperação e terá desempenho excelente, especialmente no setor de ar-condicionado residencial.

A pesquisa mostra otimismo das empresas em praticamente todas as variáveis. Em média, o segmento de ar-condicionado tem perspectivas mais positivas comparadas aos demais setores.

Resultados do Setor AVAC-R no Primeiro Semestre

Os dados mostraram que para 56,2% das empresas as condições de emprego melhoraram. No aspecto do faturamento, 62% afirma que houveram melhoras. O economista avalia que a retomada da atividade econômica impulsionou as vendas do setor, especialmente do segmento residencial.

Conforme a pesquisa, o único tema no qual houve piora é o de acesso a matérias-primas. Em relação ao setor AVAC-R, houve dificuldade de acesso em alguns itens para 49,02% e em muitos itens para 39,22% dos entrevistados.

desempenho do setor AVAC-R no primeiro semestre de 2021

Imagem: Reprodução ABRAVA

O índice é maior no ramo de Instalação, pois 54,17% enfrentou dificuldades em acessar alguns itens e 41,67% em muitos itens. Moreira explica que o aumento de custos industriais é o grande entrave apontado na pesquisa.

desempenho do setor AVAC-R no primeiro semestre de 2021

Imagem: Reprodução ABRAVA

Nas últimas semanas, os fluidos refrigerantes registraram grandes taxas de aumento nos preços. O economista afirma que os gases enfrentam problemas logísticos, causando fortes elevações nos custos.

Os resultados da pesquisa apontam que o setor AVAC-R caminha para a recuperação dos níveis pré-pandemia, embora a retomada seja desigual. Ele explica que o ar-condicionado residencial apresenta desempenho empolgante e passará por forte crescimento neste ano.

Por outro lado, a cadeia comercial deverá ter um ritmo mais lento. “As expectativas são boas e esperamos que o ano que vem seja de consolidação do crescimento de 2021”, ressalta Moreira.

A pesquisa sobre o desempenho do setor AVAC-R no primeiro semestre de 2021 e as perspectivas futuras estão disponíveis no site da ABRAVA. Para acessar o estudo, basta clicar neste link.

Redação WebArCondicionado