Atualizado por Yuri Correa em 15/01/2020
Redação do WebArCondicionado

ar-condicionado-self-contained-como-funciona
Você sabia que existe um tipo de ar-condicionado que reúne todas as unidades dentro de um aparelho só? Ele se chama Self Contained e é mais eficaz do que os modelos splits tradicionais, reunindo a condensadora e evaporadora num gabinete que pode resfriar um andar inteiro.

Este equipamento que tem a largura de duas geladeiras e mede, em média, 1,70 de altura é sinônimo de eficiência em refrigeração. Para esclarecer todas as dúvidas acerca deste ar condicionado entrevistamos o instrutor de refrigeração do SERAE RJ, José Eduardo Filho. As principais características do modelo de ar-condicionado self contained são essas:

  • Condensação remota do ar; 
  • O uso de compressor Scroll;
  • Serpentinas de alta eficiência;
  • Proteção de sobrecarga com line break para os compressores;
  • Filtros de ar laváveis
  • Design compacto;
  • Painéis frontais acessíveis e de fácil manutenção;
  • Fazem refrigeração e aquecimento.

Onde usar um Self Contained?

José Eduardo explicou que este tipo de equipamento é direcionado para ambientes comerciais de médio e grande porte, como bancos, hospitais e grandes escritórios. E isso não só por causa do tamanho, como também pela capacidade térmica do equipamento, que dá conta de ambientes amplos e movimentados. “É possível encontrar aparelhos self contained a partir de 3 TRs (equivalente a 36 mil BTUs), podendo atingir até 60 TRs“, explicou José.

Como esse modelo funciona?

Segundo Eduardo Filho, os “selfs”, como também são chamados, resfriam tranquilamente um andar inteiro de um prédio mantendo de maneira uniforme a temperatura dos ambientes. Os selfs também são apresentados de duas formas:

  • Insuflação direta, no qual fica dentro do próprio ambiente.
  • Dutado: fica instalado na sala de máquinas e faz o transporte do ar gelado através de uma rede de dutos.

Geralmente o aparelho fica instalado na casa de máquinas do prédio e pode ser acionado manualmente ou por controle remoto. José Eduardo também comentou que os selfs não vêm equipados com automação, mas é possível adaptar o aparelho com um sistema programável, conforme a necessidade do cliente.

Informações técnicas sobre o Self Contained

Gases refrigerantes

No sistema dos selfs são usados dois gases refrigerantes: o R22 ou o 410A (gás ecológico). Porém, a tendência é que, daqui alguns anos, seja usado somente o 410A. Existem dois tipos de self contained, uma com condensador a água que requer uma torre de resfriamento e a outra com condensador a ar, podendo esse último ainda ser na própria Self ou ser um condensador remoto, explica José Eduardo.

Situação Atual

O uso destes aparelhos é bem comum em projetos comerciais que necessitem de uma carga térmica alta. José Eduardo Filho acredita que esta tecnologia ainda perdure por um bom tempo no mercado devido a sua eficiência. Vale lembrar que os modelos self contained não têm ciclo reverso vindo de fábrica, ou seja, só resfriam. Porém, é possível instalar uma resistência de aquecimento separadamente.

Quem vende o Self Contained?

Atualmente, as marcas que ainda trabalham com aparelhos sel contained são a Carrier, a Trane, a York e a Hitachi (lembrando que, essas duas últimas pertencem a Johnson Controls). A encomenda é feita por lojas especializadas e os preços não são divulgados, a não ser para aparelhos usados vendidos em agregadores online.

Ficou com alguma dúvida ou sabe de alguma novidade sobre o ar-condicionado self contained? Deixa aqui nos comentários!