* Atualizado em 01/03/2019

Ar condicionado engordaAs facilidades do mundo moderno são vias de mão dupla, isto é, trazem conforto para quem usa, mas ao mesmo tempo estimulam o sedentarismo. Ar-condicionado, escadas rolantes, controles remotos e automóveis são apenas alguns dos exemplos que colaboram com este cenário, além de esfriar nossas relações sociais.

Há duas teorias sobre o assunto. A norte-americana aposta que o uso do ar-condicionado gera ganho de peso. Já a holandesa acredita no contrário, apoiando-se em estudos que comprovam o emagrecimento.

Confira as duas:

Climatização e o ganho de peso

Na Universidade do Alabama, nos EUA, o médico D.B Allison realizou um estudo comprovando que o ar-condicionado facilita o ganho de peso de pessoas que ficam em ambientes climatizados. Em locais onde o condicionador de ar fica ligado por longos períodos, exemplo de escritórios, o corpo humano entra no estado de termorregulação e não gasta energia para estabilizar a temperatura. Se não gasta energia, não elimina calorias, logo, tende a acumular mais gordura.

Em ambientes sem climatização, o corpo precisa se ajustar às temperaturas externas. Esta variação térmica faz com que o organismo “trabalhe” mais, tanto para se aquecer, quanto para resfriar. Então, neste processo natural ele gasta mais energia e queima calorias. Cabe registrar que o estado de termorregulação não é o suficiente para tornar uma pessoa obesa, mas de certa forma atua como um fator adicional no acúmulo de gordura.

banner-entreprodutos-procurando-por-instalacao

Contra Ponto: A-condicionado pode gerar perda de peso

AC engorda ou emagrece?Já de acordo com pesquisadores holandeses, o ar gelado do ar-condicionado pode emagrecer. O estudo foi publicado no dia 22 de janeiro de 2014 na revista americana Trends in Endocrinology & Metabolism. Conforme os pesquisadores, o organismo gasta mais energia para manter o metabolismo em equilíbrio em ambiente gelados, o que provoca a perda de peso.

Como funcionou o estudo

O estudo foi aplicado em voluntários que ficaram seis horas por dia em ambientes frios. Após 10 sessões sob baixa temperatura, os pesquisadores notaram um aumento do tecido adiposo marrom (gordura boa). “Mostramos que, quando você se adapta a esses períodos frios para produzir calor, o corpo aumenta a quantidade de gordura marrom, que queima a gordura branca (ruim) acumulada”, observa um dos autores da pesquisa e professor do Departamento de Biologia Humana da Universidade de Maastricht Medical Center, Wouter van Marken Lichtenbel. A chamada gordura marrom auxilia na queima de calorias, gerando calor corporal para nos aquecer, o que estimula o emagrecimento.

Use com sabedoria

Tudo na vida tem que ser usado com moderação e isso também vale para o ar-condicionado. Portanto, para amenizar os efeitos que estes equipamentos trazem à nossa vida, escolha um momento do expediente para desligar o aparelho e abrir as janelas. Assim, acontece a renovação do ar e o seu organismo sai do estado de termorregulação.

ar condicionado engorda

Além disso, essa prática evita outros problemas como a síndrome do olho seco, ressecamento nasal e sono excessivo pela concentração CO². Repense seus hábitos. E não esqueça, o que emagrece mesmo é alimentação saudável e exercícios físicos, então se cuide sempre.

Afinal, o que você acha: ar-condicionado engorda ou emagrece?

Redação do portal WebArCondicionado