Redação WebArCondicionado com informações do site Conexão Tocantins

Com o aumento da temperatura e a baixa umidade do ar, o uso do ar-condicionado passa de luxo a necessidade. Essa maior frequência no uso causa grande impacto econômico para os consumidores, por se tratar de um dos principais vilões no aumento da conta de luz.

Para orientar os consumidores na compra e também na manutenção desses equipamentos, o Inmetro implementa selos de eficiência energética do ar-condicionado. São considerados critérios como eficiência energética, ruído, utilização de recursos naturais, etc.

Normas e regras específicas para os equipamentos são classificados das letras ‘A’ a ‘D’. Elas apontam do menor ao maior consumo de energia.

Critérios para medir o desempenho de ar-condicionado

-Evitar desperdício de energia: Medir o espaço onde o ar-condicionado será instalado, manter portas e janelas fechadas, vedar os ambientes e escolher a potência adequada.

-Consumo consciente: escolher aparelhos com Selo Procel e que possuam timer como recurso de programação.

-Equipamento Inverter – é um modo mais econômico que o tradicional “Liga/desliga”. Tal recurso diminui os picos de tensão, economizando energia elétrica.