[ x ] Fechar

É possível instalar ar-condicionado em carro que não possui o item de fábrica?

  • 22 de abril de 2015
  • 2 Comentários

É possível instalar ar-condicionado em carro que não possui o item de fábrica?Nos dias de hoje, com o calor que tem feito e o trânsito sempre lento nas grandes cidades, quem tem carro sem ar-condicionado sabe a falta que o equipamento faz. Ele deixou de ser um item de luxo, e se tornou essencial para o bem-estar do motorista e dos passageiros. E com certeza, quem adquiriu um automóvel sem ar-condicionado, já se perguntou se é possível e se vale a pena instalar o equipamento.

É possível sim, mas se vale mesmo a pena vai depender de vários fatores importantes. Alguns técnicos afirmam que a vantagem da instalação posterior é o preço, pois sai mais em conta do que comprar um veículo já com o item de série incluso. Porém, existem desvantagens as quais o veículo é submetido.

Desvantagens de instalar ar-condicionado posteriormente
-Perda da originalidade;
-Diminuição da potência;
-O carro fica em torno de 60kg mais pesado.

Não existem grandes problemas técnicos em fazer a instalação posterior, mas ao comprar o kit fora da rede de concessionárias, é provável que se perca a garantia de fábrica. Pois algumas concessionárias como a Volkswagen, Fiat, Chevrolet e Ford, não instalam ar-condicionado em veículos seminovos ou usados.

Mas mesmo com essas constatações de profissionais técnicos, o mercado paralelo, que oferece instalação de ar-condicionado com preços muito acessíveis, vem crescendo.

Leia também: Seis mitos e verdade sobre ar-condicionado automotivo

Saiba a média de valores e tipos de instalação de ar-condicionado automotivo

Média de valores de ar-condicionado (instalado):
Carros populares: R$ 2.800 a R$ 3.800
Carros especiais: R$ 4.200 a R$ 5.000

Média de valores de filtro do A/C:
Carros populares: R$ 30
Carros especiais: R$ 60

Observação! Quanto mais espaço o veículo possui sob o capô, mais fácil é a instalação do ar-condicionado e mais barato será todo o trabalho.

Tipos de instalação

Kit do fabricante: É o mais caro. Todos os componentes são originais.

Kit paralelo, aprovado pelo fabricante: Feitos especialmente para diversos modelos de carros, usam partes semelhantes ou até mesmo originais. Componentes de boa qualidade.

Gambiarra: Pode ser boa ou ruim. São adaptações feitas com componentes que não são originais ou semelhantes, mas podem ficar perfeitas dependendo do profissional e das condições do veículo. Quanto mais caro, melhor.

Sistema de segunda mão: Kit usados podem valer a pena se o carro for muito usado e o proprietário achar que não vale a pena investir muito nele. Pesquisando bem na internet é possível economizar bastante.

Leia também: Ar-condicionado automotivo e o consumo de combustível

Redação do Portal WebArCondicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

2 Ideias sobre "É possível instalar ar-condicionado em carro que não possui o item de fábrica?"