Saiba como o ar-condicionado pode ajudar contra a formação de mofoO mofo é um fungo microscópico e faz parte do ambiente natural. Ele se reproduz através de esporos que flutuam no ar, dentro ou fora dos ambientes.

A alta umidade relativa do ar é essencial para o desenvolvimento desses fungos que são prejudiciais à estrutura da casa e, conseqüentemente, dos moradores. Pois eles podem causar sérios problemas para a saúde, além de estragar utensílios da residência.

Em ambientes mais úmidos, os esporos se reproduzem e formam colônias. A chuva ou o forte calor também ajudam a intensificar a proliferação de mofo.

Como o ar condicionado pode ajudar no combate ao mofo?
A forma mais adequada de evitar a formação e proliferação do mofo é o controle da umidade relativa através dos sistemas de climatização.

O ar condicionado retira a umidade do ar. Usando adequadamente, trocando os filtros regularmente e fazendo a higienização regular do aparelho, ele é capaz de manter a umidade relativa do ar abaixo de 60%, e quanto mais baixa, melhor.

Principalmente em dias muito quentes ou chuvosos, deixe o ar condicionado ligado na função desumidificar por algumas horas, isso ajudará muito no combate ao mofo.

Problemas que o mofo pode causar na saúde humana
Para a natureza o fungo é favorável, pois ele decompõe a matéria orgânica e pode ser usado como remédio. Porém, dentro de casa, os fungos, que parecem ser inofensivos, causam danos para a saúde.

As manchas que se proliferam nas paredes e o cheiro de mofo podem causar irritações e infecções nos olhos e na pele. Quando um indivíduo fica muito tempo exposto ao mofo, podem-se desencadear problemas nos pulmões, pois eles entram pelas vias respiratórias causando crises alérgicas e até mesmo infecções mais graves, como sinusite e asma.

 Para prevenir o mofo, siga estas três dicas básicas
1- Utilize produtos anti-mofo. A função básica deles é retirar a umidade do ar e evitar a proliferação dos fungos nos locais onde eles mais aparecem, como: armários, gavetas e paredes. Existem diversos tipos de anti-mofo, que além de ajudar a diminuir a umidade do ar, ainda perfumam o ambiente.

2- Abrir as portas e janelas periodicamente ajuda a promover a circulação do ar. Alguns cômodos que não são muito usados acabam sendo esquecidos. Lembre-se de arejar todas a peças da casa, inclusive as que não têm circulação de pessoas.

3- Conserte vazamentos, telhas, paredes e tetos, pois estas áreas problemáticas são as preferidas para os fungos se proliferarem.

É possível remover o mofo das paredes?
Se a parede não for porosa, é mais simples a remoção, basta um pano úmido com água ou algum produto anti-mofo.

Já em paredes porosas, ou se há gesso sem pintura, é mais fácil remover todo o reboco e refazer a parede, pois o mofo cresce no interior do material e não só na superfície, ficando impossível de ser removido  completamente apenas com a limpeza.

Diferença entre mofo e bolor
Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, mofo e bolor não é a mesma coisa. Os dois são causados por fungos, mas o bolor apenas contamina os objetos e o mofo é capaz de corroer aquilo que ele afeta. O bolor aparece em relevo, de cor acinzentada e pode ser limpo com um pano úmido. Já o mofo aparece como pontos pretos e é muito mais difícil de ser retirado, principalmente quando ele infecta objetos de fibra ou tecidos.

Redação do Portal WebArCondicionado.