[ x ] Fechar

8 dicas para uma automação eficiente

  • 02 de dezembro de 2013
  • 4 Comentários

8 dicas para uma automação eficiente

Sistemas de automação trazem muitas facilidades, mas o planejamento é peça fundamental para que a necessidade do usuário seja realmente atendida. Separamos 8 dicas que abordam desde o projeto até a execução plena da automação e suas peculiaridades.

1 Acesso Remoto: Seja em instalações residenciais quanto comerciais, este é um dos recursos mais comuns nos sistemas de automação. Através do acesso remoto é possível controlar todos os equipamentos eletrônicos que fazem parte do sistema. Um exemplo é você estar saindo do trabalho, cansado e sob forte calor, então pega seu aparelho celular ou seu laptop e programa a partir dele que o ar-condicionado de sua casa ligue e inicie a climatização do ambiente, mesmo estando a quilômetros de distância.

2 – Interoperabilidade: Talvez seja o modo que logo vem à cabeça ao pensar em automação residencial. O termo faz referência à capacidade de interação dos recursos que serão contemplados pelo sistema. Alguns profissionais chamam esta funcionalidade de “arquitetura aberta”. Quanto mais itens forem atendidos, melhor é o sistema. Ex: iluminação, portas, climatização e energia elétrica.

3 – Expansão do sistema: É importante que o equipamento possa ser atualizado de tempos em tempos. E, além disso, o upgrade também deve permitir a entrada de novos itens ao sistema. Se atualmente o número de eletrônicos em sua residência é grande, daqui a cinco anos será muito maior, por isso, a possibilidade de expansão do sistema é necessária. Opte por fabricantes que ofereçam atualizações constantes de software e que contemple o maior número de equipamentos sincronizados. Não basta um sistema bonito e vistoso, o que importa é seu rendimento.

4 – Diferentes Interfaces: A automação pode ser controlada por diversos dispositivos e cada um deles altera o valor do orçamento final. Controle remoto, painel de parede, tela touchscreen, programas para tablet e computador são as principais opções encontradas no mercado atualmente. Então, opte por interfaces variadas. Sistemas com amplas opções podem trazer a comodidade que você espera de cada equipamento.

8 dicas para uma automação eficiente.

5 – Experiência de mercado: Investir em automação e não estar atento ao know-how do fabricante pode ser um dos grandes erros de quem opta pelo sistema. Escolha uma empresa consolidada, que contenha boas referências e faça o mesmo na hora da instalação. Em tempos de internet, a busca por avaliação e confiabilidade das marcas é uma tarefa básica.

6 – Sistema consciente: A economia de energia é um dos assuntos mais abordados e importantes da atualidade, e nos projetos de automação não é diferente. Equipamentos que oferecem sensores automáticos de presença do usuário ou funcionamento por determinado período de tempo devem ser levados em consideração, pois aumentam a eficiência energética. Estas são funcionalidades que valem o investimento, pois se pagam com o tempo de uso.

7 – Proteção da rede: Na hora de adquirir o sistema, informe-se quanto ao backup apropriado para a falta energia, por exemplo. Afinal, quando a energia retorna, o sistema ainda possui as informações programadas pelo usuário? Se o backup for eficiente, as configurações estarão protegidas e os equipamentos seguirão da mesma forma. Item técnico que muitos não observam, mas é de fundamental importância.

8 – Projeto direcionado ao usuário: A automação é um avanço tecnológico benéfico, mas ao mesmo tempo ele pode possuir algumas peculiaridades de acordo com o usuário. O estilo de vida e de necessidade nem sempre é igual entre quem opta pelo sistema. Sendo assim, escolha empresas que consigam executar o projeto sob medida, conforme o interesse do contratante.

8 dicas para uma automação eficiente.Se o usuário possui uma sala destinada à assistir seu home theater, ele pode optar para que as cortinas e a luz do ambiente faça parte da automação, por exemplo. Outro exemplo é a segurança, quando ordenando pelo sistema que determinados portões e fechaduras sejam trancados a partir de um comando. Caso o proprietário tenha uma família grande, onde exista um comando diferente para o quarto ou eletrônicos usados pelos filhos e as demais peças da casa e usuários da residência.

Uma atenção a mais que o usuário deve ter na hora de comprar os aparelhos, é que eles devem ser aptos à automação. Se você compra um split, por exemplo, e deseja incluir em seu sistema residencial de automação, primeiro é necessário analisar se o produto aceita essa tecnologia.

Difusão da Tecnologia
A automação residencial tem crescido consideravelmente nos últimos anos. De acordo com a Associação Brasileira de Automação Residencial, há cerca de 300 mil casas utilizando esta tecnologia no país e 78% dos brasileiros mostraram interesse no assunto, conforme pesquisa realizada pela entidade.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações Revista Home Theater.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

4 Ideias sobre "8 dicas para uma automação eficiente"

  • Muito bom esta matéria!
    Mas o cliente tem que ficar atento e perguntar na compra do produto se ele aceita automação, já vi muitos casos principalmente na linha split que o cliente liga reclamando que a empresa que ele contratou para fazer automação de sua residência fala que não pode automatizar o ar condicionado por que o mesmo não aceita ou não tem protocolo aberto para este tipo de função.
    Grato.