Redação Portal WebArCondicionado com informações da Revista do Frio & Ar Condicionado

 

Eliminar o equivalente a oito anos da produção de CO2 na atmosfera nas próximas quatro décadas. É o que sugere Relatório do Programa da ONU para o Meio Ambiente (Pnuma) em parceria com a Agência Internacional de Energia (AIE) sobre emissões de gases que causam o efeito estufa. Aparelhos de refrigeração eficientes e ares-condicionados mais econômicos viabilizariam essa ação.

A gestora ambiental Silvia Barreira, avalia como positiva tal transformação, que “ajudaria a limitar o aumento da temperatura global, o que minimizaria os impactos das mudanças climáticas”. Além da redução dos danos ambientais, essa mudança nos aparelhos refrigeradores reduziria gastos em eletricidade, gerando impacto na economia: os custos seriam reduzidos US$ 2,9 trilhões até 2050.

O relatório também aborda meios para evitar novas crises como a do novo coronavírus: “No atual momento, reduzir esses impactos é fundamental para diminuir riscos de ocorrer novas pandemias, uma vez que é evidente a relação entre o desequilíbrio no meio ambiente com o surgimento de novos e resistentes vírus e bactérias.”