Com projeto de climatização da Dannenge International, Museu instalou sistemas ativos de purificação do ar, oferecendo um diferencial ao público e colaboradores

Museu Victor Meirelles

Museu é o primeiro a instalar os purificadores de ar por foto hidro ionização no Brasil./Imagem: Reprodução Dannenge International

O Museu Victor Meirelles, vinculado ao Instituto Brasileiro de Museus do Ministério do Turismo está localizado em Florianópolis, no estado de Santa Catarina. O espaço cultural foi instalado em 1952, na casa onde o artista nasceu e é uma das poucas edificações preservadas da região central, tombada como patrimônio nacional.

Em 2019, o prédio passou por obras de restauração e ampliação com investimento de R$ 4,82 milhões. O projeto integrou os dois edifícios – o antigo sobrado luso-brasileiro, do final do século XVIII, e o edifício adjacente, da década de 1960, ampliando a área de 400 m² para 740 m².

A Dannenge International foi escolhida para fazer o retrofit do projeto de climatização do Museu, incluindo no escopo os sistemas ativos de purificação do ar Guardian Air QRP. Os sistemas de climatização atendem o auditório, a grande ala de exposições temporárias, laboratórios, áreas administrativas, além de salas para oficinas de arte diversas, sem perder de vista a preservação do acervo e do edifício com princípios técnico-científicos atuais da museografia, museologia e da conservação preventiva.

“Em 2017, começamos o retrofit do sistema de climatização do Museu Victor Meirelles, projeto que priorizou a qualidade do ar interior, renovação do ar, umidade relativa visando o acervo do espaço. Nos antecipamos em instalar unidades do Guardian Air QRP, sistema de purificação do ar da RGF Environmental, que tem por base a fotocatálise, tecnologia por foto hidro ionização (PHI)”, informa Ricardo Cherem de Abreu, diretor técnico da Dannenge International.

Ele ainda explica que é o primeiro Museu brasileiro a instalar os purificadores de ar por foto hidro ionização, mantendo o ambiente interno livre de contaminantes e contribuindo para a melhoria da qualidade do ar interior. “Assegura a saúde humana e a preservação do acervo. O resultado é um museu de muitas realizações, cujo processo relaciona o passado, o presente e que expressa uma forte tendência às inovações do futuro, proporcionando ao público a possibilidade de uma vivência dinâmica”. Complementa.

O Guardian Air é um sistema de purificação do ar com foto hidro ionização (PHI) que promove a descontaminação do ambiente fechado, tanto do ar quanto das superfícies, diminuindo a presença de poluentes, combatendo vírus, bactérias, fungos, odores e COVs (Compostos Voláteis Orgânicos). O processo de foto hidro ionização (PHI) libera peróxido de hidrogênio (H2O2), íons hidroxila (OH-) e íons superóxido (O2-), elementos com alto potencial oxidante, tecnologia livre de ozônio, resultando na eliminação de contaminantes. Para a Dannenge International é um orgulho fazer parte do projeto relacionado ao Museu Victor Meirelles.

Com informações Dannenge International