* Atualizado em 03/06/2019

choque-termico-paralisia-facial

Ligar o ar-condicionado depois secar o cabelo e logo tirar uma carne do forno. Abrir a geladeira, fazer chapinha na franja, sair na rua. Ações do cotidiano que envolvem climas diferenciados quente/frio são prejudiciais para a sua saúde. E não estamos falando apenas sobre pulmões e vias respiratórias.

É bastante comum, nas regiões que possuem um inverno rigoroso, como no sul e sudeste do Brasil, sair de um calor confortável, geralmente dentro de sua residência ou trabalho e ir para um local com vento e frente fria. Neste momento, quem é afetado pela paralisia facial sente que seus músculos faciais, gradativamente, vão ficando imóveis.

Durante o dia, a pessoa nota que um dos seus olhos está mais seco e assim percebe que um lado de seu rosto está paralisado.

O que é Paralisia Facial?

Um dos olhos não fecha e também não se consegue enrugar a testa. Esses são os primeiros sintomas notados na Paralisia de Bell (problema do nervo facial que resulta em inabilidade para controlar os músculos faciais no lado afetado). Geralmente provocada pelo choque térmico, acredita-se que o mecanismo envolva a inflamação do nervo facial como resposta a uma infecção viral, a uma compressão ou a uma ausência de irrigação sanguínea.

Sintomas

Os sintomas surgem repentinamente, com o paciente podendo apresentar dor atrás da orelha pouco tempo antes de surgir fraqueza muscular, de grau, afetando sempre um único lado da face. Pacientes também relatam dormência ou uma sensação de peso no rosto; no entanto, a sensibilidade continua inalterada.

Em raros casos, esta paralisia também pode alterar a produção de saliva e paladar. A produção de lágrimas fica restrita, pois o paciente tem dificuldade até de fechar o olho do lado paralisado. Nestes casos, a pessoa é acometida pela síndrome do olho seco e deve usar colírios lubrificantes.

Paralisia de Bell afeta um lado do rosto

Prevenção

Indiferente se está frio ou quente, queremos manter o ar condicionado em suas devidas funções. O choque térmico acontece geralmente nos meses que as temperaturas são mais extremas. A maior frequência de que esses problemas aconteçam é no inverno forte. Nem todos os aparelhos de ar condicionados possuem ciclo reverso, portanto é mais comum vermos os modelos tradicionalmente frios.

Se estiver muito quente, claro, não deixe de utilizar o aparelho para se sentir mais confortável no ambiente, porém, a principal dica é desligá-lo ou aumentar a temperatura quando estiver prestes a sair.  É importante reduzir o consumo de bebidas alcoólicas para que não haja uma hipotonia muscular mais acentuada e piore o quadro.

Além disso, evite tomar cafezinhos ou chocolate quente antes de sair na rua.  Assim, o contraste entre temperaturas será menor, evitando problemas precoces.

Tratamento

Não existe um tratamento específico para as Paralisias Faciais, mas sim aspectos importantes a salientar. Se a Paralisia durar entre 6 a 12 meses, ou mesmo mais tempo, o cirurgião pode tentar ligar um nervo não afetado (normalmente retirado da língua) com o músculo facial paralisado.

O tratamento para esta paralisia não deve ser feito apenas na área da medicina e/ou fisioterapia, mas há também possibilidade de haver necessidade de acompanhamento psicológico do doente.

Apesar da melhora espontânea na maioria dos casos, trabalhos recentes mostraram que o uso de corticóides aumenta ainda mais a chance de recuperação completa. O tratamento deve ser iniciado nos primeiros 3 dias

Algumas dicas importantes para quem teve a paralisia facial

• Usar óculos escuros para proteger seus olhos de poeira, poluição e quando sair ao sol
• Evitar ficar em lugares enfumaçados
• Não tomar banhos de piscina e mar sem uma proteção para os olhos
• Pingar colírio durante o dia conforme orientação médica
• Proteger o olho com tampão para dormir – usar um esparadrapo antialérgico (transporte) cortado em tirinhas de mais ou menos 5 cm x 1 cm formando um “X” em cima do olho paralisado.
• Fazer a mastigação dos alimentos com mais calma, e manter a limpeza da cavidade bucal. Não colocar o dedo para retirar o alimento que pode ficar coletado entre os dentes e a gengiva.
• Passar água de um lado para o outro da bochecha durante o banho e quando escovar os dentes. Se vazar pelo lado paralisado então fazer uma pinça com o polegar e o indicador e segurar os lábios.
• Manter seus olhos bem abertos quando mastigar.

Entendeu tudo sobre paralisia facial e choque térmico? Siga cada dica e mantenha-se prevenido!

Redação do PortalWebArCondicionado. Com informações de Diário da Manhã.