Redação WebArCondicionado com informações do portal Segs

Higienização profissional de equipamentos

A higienização profissional de equipamentos de ar-condicionado é fundamental para garantir a boa saúde de todos que utilizam o aparelho. Isso porque, seja em casa ou no trabalho, no frio ou calor, eles tornam a temperatura dos ambientes mais agradável. No entanto, a falta de manutenção adequada pode levar ao acúmulo de bactérias, fungos, poeiras e ácaros, provocando riscos à saúde. Associado a isso, há a questão da pandemia, o que exige uma maior atenção dos processos de limpeza.

A Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional (Abralimp) e a Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava) reuniram algumas orientações importantes para a higienização destes equipamentos.

Como não é um processo simples, é fundamental que seja feito por mão de obra especializada. Podem ser necessárias, por exemplo, o uso de luz ultravioleta em superfícies escuras ou a aplicação de peróxido de hidrogênio. A primeira é uma técnica que evita a criação de biofilmes bacterianos que surgem por conta do excesso de que há dentro do ar-condicionado. Já a segunda ajuda a eliminar bactérias e reduz a poluição de ambientes.

Vale reforçar que o ar-condicionado controla simultaneamente temperatura, distribuição, filtragem e renovação com o ar exterior. Então, para manter a qualidade do ar dentro do ambiente, a manutenção e higienização preventiva são de grande importância. Lembre-se: é uma ação boa para a sua saúde, mas também para seu conforto, já que dá para aproveitar o melhor desempenho possível do aparelho.