Laboratório da empresa está localizado na Província de Milão

frascold laboratório compressores

Confira como ocorre o investimento da Frascold no laboratório de compressores./Imagem: Reprodução Frascold

O ar-condicionado e a refrigeração são fundamental na luta contra as alterações climáticas. Com o aumento das temperaturas e da população, o número de sistemas HVAC-R vai crescer. Em particular, aumentarão a procura por soluções nos setores público e residencial.

As informações são baseados em estudos, conforme os quais o volume do mercado HVAC vai atingir 151 milhões de unidades até 2024.

“Com o objetivo de reduzir a emissão de carbono de todo o setor econômico e responder aos restritivos regulamentos europeus e mundiais, que impõem uma redução drástica dos HFC, os atores do setor estão a potenciar o desenvolvimento de sistemas que utilizam fluidos refrigerantes de baixo PAG.” afirma Marco Perri, Diretor de Pesquisa & Desenvolvimento e Apoio Técnico da Frascold

De acordo com Perri, a Frascold participa desta mudança e investe no laboratório para lançar novos compressores, com fluidos refrigerantes alternativos, naturais ou HFO. A empresa produz e comercializa compressores semi-herméticos para a indústria da refrigeração e do ar-condicionado.

Laboratório de compressores da Frascold

O investimento prevê novas bancadas de teste dentro do laboratório localizado na província de Milão. Foi instalada a bancada de teste para propano, renovado o calorímetro e o sistema de resistência a CO2. Os sistemas transformam a sala de ensaios em um centro de excelência.

Calorímetro para propano

A principal novidade da sala de ensaios é o calorímetro para compressores de propano, que permite testar diferentes parâmetros de desempenho e verificar a eficácia e eficiência de novos componentes prototipados.

Outra vantagem é a possibilidade de testar, com um único sistema, uma gama ampla de compressores semi-herméticos, de 30 a 300 m3/h. Os tipo de componentes possuem capacidades frigoríficas de até 300 kW, além de outros elementos, como o regulador e o fluxostato.

Bancada de teste para CO2

O Calorímetro permite realizar ensaios de performance dos compressores a CO2, em conformidade com as duas normas de referência. A primeira é a UNI EN 12900:2013, que especifica as condições de ensaio, as tolerâncias e o método de apresentação dos dados.

Na sequência, tem a UNI EN 13771-1:2017, que aborda a metodologia dos testes de desempenho nos compressores em termos de capacidade frigorífica, potência absorvida, capacidade mássica de fluido refrigerante, rendimento isentrópico e eficiência.

A Frascold melhorou o sistema de Resistência para CO2 para realizar provas de vida e durabilidade dos compressores sob tensão. Assim, pode replicar as condições de funcionamento no campo e assegurar a máxima confiabilidade da gama de compressores.

Perri explica que a empresa tem como estratégia crescer e permanecer competitiva no cenário global, contribuindo para um sistema econômico mais sustentável. “A evolução é alimentada, por um lado, por importantes colaborações com Universidades de prestígio, destinadas a promover a disseminação e o intercâmbio de conhecimentos e, por outro lado, pela atenção dada às temáticas de Pesquisa e Desenvolvimento”, contextualiza ele.

Por fim, Perri conclui:

“Investir no laboratório de Teste e P&D significa garantir aos Clientes as melhores tecnologias para o amanhã. A Frascold está pronta para colaborar com os OEM (Fabricantes Originais de Equipamentos) e os Utilizadores Finais na exploração das tendências que guiarão o futuro, tais como a utilização do CO2, também no âmbito industrial e do propano para aplicações em bombas de calor. O investimento é a confirmação do nosso compromisso em transformar cada solução num verdadeiro valor acrescentado, a favor da confiabilidade, segurança e redução dos consumos”.

Com informações da Frascold