Edifício flexibilizar sistema HVAC

Edifício comercial propõe flexibilizar sistema HVAC./Imagem: Reprodução Danfoss

Em Düsseldorf, na Alemanha, um imóvel comercial construído na década de 1970 foi amplamente reformado. Um requisito importante era obter a certificação do DGNB (Conselho Alemão de Construção Sustentável). Após a demolição do prédio de dez andares, apenas a estrutura de suporte foi mantida.

Agora, após a conclusão da reforma, o interior do edifício contém áreas flexíveis que podem ser usadas como escritórios individuais, coletivos ou open-space. A maioria dos escritórios é alugada à empresa de software Oracle e à desenvolvedora de matrizes Projektentwicklung GmbH, também contratada para fazer a reforma. Ambas as empresas valorizam o design atraente e o uso de tecnologia.

O desafio

Uma das maiores especialistas da Alemanha em tecnologia, energia e serviço, a ENGIE Germany é a responsável por todo o sistema HVAC, incluindo o planejamento e a instalação de equipamentos de água, eletricidade, resfriamento e aquecimento no projeto Forty-Four. Os parâmetros de eficiência, flexibilidade e sustentabilidade, geralmente, eram muito elevados nas especificações dos planejadores.

Andreas Velten é gerente de projetos na divisão de Serviços de Construção da ENGIE. No projeto Forty-Four, ele é responsável por todo o Sistema de Gestão de Edifícios (BMS), do planejamento à implantação da instalação. Em parceria com colegas de outras áreas, ele também seleciona os produtos necessários.

O clima interno apresentou um desafio para os projetistas de BMS. Uma vez que o edifício foi totalmente reconstruído durante a revitalização, inicialmente os novos inquilinos teriam espaço para escritórios sem quaisquer paredes de separação. Os escritórios seriam projetados individualmente apenas mais tarde, com o uso de divisórias flexíveis.

Sem o conhecimento sobre como seria o uso posterior dos espaços, o sistema BMS precisou ser planejado e instalado com maior flexibilidade. “Por isso, tivemos que fazer nosso planejamento com a ideia de que todos os cenários possíveis poderiam ser implementados posteriormente”, explica Andreas.

A solução

Independente de carga de aquecimento ou de resfriamento, o equilíbrio hidrônico sempre desempenha um papel fundamental em termos de eficiência e custos gerais do sistema.

O balanceamento hidrônico costumava ser um pesadelo para muitos instaladores pelos cálculos complexos e trabalho de montagem prolongado. Hoje em dia, com a tecnologia de válvula independente de pressão da Danfoss, é mais fácil de lidar. Além disso, a atividade é mais precisa do que nunca, como mostra o projeto Forty-Four. Para equilibrar e controlar aquecimento e resfriamento no edifício, uma combinação compacta de produtos foi selecionada.

Ela consiste no atuador NovoCon® ChangeOver6, montado em uma válvula ChangeOver de 6 vias que permite o fluxo de água de aquecimento ou resfriamento. Para controlar os fluxos, a válvula de controle AB-QM foi equipada com o atuador digital NovoCon®, permitindo o ajuste remoto do fluxo de projeto para as devidas operações.

No passado, o equilíbrio e o controle hidrônico não faziam parte da automação predial. Esta realidade está mudando com o atuador digital NovoCon®, que permite uma conexão fieldbus dos sistemas de aquecimento e resfriamento ao BMS, para que as informações possam ser coletadas de cada atuador individual. Instalado na válvula de balanceamento e controle independente de pressão AB-QM, o ajuste das suas configurações e do controle são realizados remotamente via NovoCon®, incluindo comissionamento e ajuste fino.

As funções de controle remoto BACnet, como comissionamento e exibição de fluxo e descarga, estão disponíveis de forma bidirecional, assim como mensagens de status e alarmes. Ao registrar os dados, o gerenciamento da instalação pode identificar potenciais de melhoria nas configurações e no consumo de energia.

“O conceito NovoCon® é globalmente mais econômico do que as soluções convencionais em termos de eficiência energética, alta flexibilidade na alocação de novos espaços de escritório e pela tecnologia de instalação conveniente, que economiza tempo e previne erros”, acrescenta.

Os benefícios

“Com a construção convencional e o design BMS, teríamos que instalar novos cabos ou redirecioná-los ao configurar um novo espaço de escritório, por exemplo. Mas com a infraestrutura BACnet podemos estruturar tudo isso usando a tecnologia de controle central com facilidade. Assim, podemos ajustar alguns dos atuadores NovoCon® instalados para controlar juntos este novo espaço de escritório estabelecido no edifício.”

No projeto Forty-Four, foram instalados 457 atuadores NovoCon® e válvulas AB-QM com soluções de sistema de mudança de aquecimento/resfriamento. Eles fornecem controle individual de temperatura ambiente para os respectivos painéis de teto. Graças à estrutura aberta de comunicação BACnet, é possível otimizar a rede de abastecimento em termos de eficiência e apresentar quaisquer parâmetros de forma transparente ao locatário.

O NovoCon® também é muito inteligente em termos de montagem/comissionamento, deixando os longos trabalhos rotineiros para trás. “O NovoCon® provou ser uma tecnologia plug & play muito prática para nós”, acrescenta Andreas Velten. Isso também se deve ao fato de que os cabos pré-montados estão disponíveis em diferentes comprimentos, o que facilita a instalação rápida, sem erros dos sistemas.

O comissionamento também se mostrou extremamente simples e gerou bastante economia de tempo. “Em uma única noite, por exemplo, conseguimos colocar quatro andares em operação e conduzimos um teste de desempenho do sistema 1:1 em menos de quatro horas”. Com a tecnologia convencional, Velten estima que o tempo necessário para isso seria de três a quatro dias.

Visão geral do sistema:

  • 457 válvulas ChangeOver6 (DN15 / 20)
  • 457 atuadores NovoCon® ChangeOver6

  • 57 válvulas AB-QM PICV (DN15 / 20)

  • Fieldbus: BACnet MS/TP

Com informações Danfoss