Atualizado em 11/08/2019 por Yuri Correa
Redação do Portal WebArCondicionado

Ar condicionado já foi artigo de luxo, hoje é sinônimo de qualidade de vida e conforto térmico, seja nos dias quentes ou no inverno rigoroso. A estimativa no começo da década dizia que entre 15% e 18% das residências brasileiras tinha pelo menos um ar-condicionado, sendo os modelos Janela os mais populares.

Porém, esse índice subiu nos últimos anos e a tendência é que ele aumente ainda mais. Só que agora, são os modelos splits tipo Hi-Wall que lideram esse crescimento. Daí fica a pergunta: onde vão parar os antigos condicionadores de ar janeleiros?

Por que o Janela está sumindo?

O barateamento dos splits somado à evolução dos seus sistemas são alguns dos motivos que fizeram esses aparelhos caírem no gosto dos brasileiros. Um ar condicionado split Hi-Wall barato pode custar cerca de R$900 atualmente, preço que se equipara aos Janela, só que oferecendo muitas mais vantagens e tecnologias mais avançadas.

Veja algumas das vantagens do ar-condicionado split:

  • Baixo nível de ruído (a parte externa do ar condicionado – que faz barulho – fica do lado de fora da residência);
  • Existem vários tipos de split, e a capacidade de alguns pode chegar a até 80.000 BTU;
  • Possui controle remoto permitindo operação à distância;
  • O buraco na parte necessário para sua instalação é bem menor. Como é dividido em duas unidades, a unidade externa (fica do lado de fora da casa ou apartamento) é unida com a interna por tubulações de cobre, um bem espaço pequeno na parede é aberto para passagem desses tubos;
  • Esteticamente mais bonito. Há marcas investindo no design de split como mais um diferencial.

banner-entreprodutos-procurando-por-instalacao-verde-v2

O Janela não volta mais?

Devido à série de fatores apresentados acima, a tendência é que, no futuro, a venda dos modelos Janela se estabilize e, em contrapartida, o consumo de splits aumente.

Veja, por exemplo, essa gráfico que a Samsung montou em 2016 sobre o crescimento de vendas dos Splits até o ano de 2015. A não ser que os Janelas apresentem alguma grande inovação, a tendência é que sejam extintos do mercado. Ou, na melhor das hipóteses, que sobreviva como um item opcional.

Tendência de migração do janela para o modelo split (clique na imagem para ampliá-la)