Atualizado em 22/01/2021

Redação do WebArCondicionado

O sistema permite que o ar-condicionado funcione na frente de uma forma e de outra na parte de trás do carro

Existem pessoas que sentem muito calor. Já outras são mais friorentas e, provavelmente você que está lendo esta reportagem, se encaixa em um dos grupos. Agora imagine dentro do carro, o motorista ajustar o ar-condicionado no nível que quiser e o passageiro que está atrás a mesma coisa? Sim, é possível ter duas temperaturas no mesmo veículo graças ao sistema dual zone.

Trata-se de um equipamento que possui uma tubulação mais longa, para que o ar refrigerado seja entregue às pessoas que estão atrás com a temperatura desejada, ou seja, mais ou menos frio do que na frente. Ele possui mais peças, mas o compressor geral é único, e as diferentes temperaturas são obtidas com a regulagem feita em cada saída de ar, que mistura o ar frio com o ar quente externo.

Como funciona o ar-condicionado dual zone?

São instalados um ou dois sensores no veículo para determinar como está a temperatura e clima interior. Os sensores passam a informação ao sistema e o controlador determina a quantidade de calor que deverá se misturar ao ar frio.

Ou seja, o controlador calcula as duas cargas de calor que deverá entregar para cada ambiente do automóvel, pois os fluxos de ar poderão ter temperaturas diferentes. E as válvulas de posição e saídas de ar começam a ser controladas, de forma independente, da frente para trás ou de um lado para o outro.

E o combustível?

Não há alteração, pois o gasto é o mesmo do sistema convencional, considerando que ambos usam apenas um compressor, sem interferir tanto no desempenho do veículo.

Manutenção

Para fazer uma manutenção preventiva, recomenda-se ligar o sistema de ar-condicionado pelo menos uma vez a cada 15 dias, para a circulação do gás, além de fazer a troca do filtro antipólen a cada 10 mil km e a limpeza de dutos, evitando a proliferação de bactérias e a obstrução da passagem de ar.