Redação WebArCondicionado com informações do portal Auto Papo.

Você já ouviu falar dos palpiteiros? Certamente. E é bem provável que tenha convivido com eles em algum momento da sua vida. Em relação ao ar-condicionado automotivo, não é diferente. Pitacos sobre o uso como “não ligue se estiver em alta velocidade” ou o “ar-condicionado gasta o gás do próprio sistema” são algumas das inúmeras pérolas que existem.

A seguir, vamos apontar alguns mitos existentes que, como o próprio nome indica, não passam de fantasias. Confira:

  • Não ligue o ar-condicionado quando dirigir em alta velocidade – Hoje existe uma central eletrônica que controla o ar-condicionado, que pode ser acionada com o carro parado ou em movimento. Se o pedal do acelerador é acionado até o fundo, a central sabe que precisa de mais potência e desliga o ar-condicionado durante alguns segundos. E também o desliga se perceber um superaquecimento do motor.
  • Não importa a temperatura que o motorista estabelece, o consumo de combustível sempre será o mesmo – Não é verdade! Quanto mais frio o motorista quiser no interior do carro, maior sim o consumo de combustível.
  • Usar o ar-condicionado gasta o gás do sistema – Claro que não! O gás utilizado no componente do ar-condicionado só vaza em caso de defeito, por isso, a utilização não é prejudicial e não gera a necessidade de reposição. Além disso, tem prazo de validade e nem precisa de reposição constante.
  • Preciso fazer reposição permanente do óleo do componente de ar-condicionado? – Não. A troca será necessária somente em caso de falhas ou danos no componente.
  • Ar-condicionado aumenta o gasto de combustível -Isso é verdade, mas… O consumo do carro cai em média 20% com o uso do ar-condicionado, não mais do que isso. Se estiver gastando muito mais, verifique outros itens que podem estar danificados ou interferindo bom rendimento.