Redação WebArCondicionado

Tenha uma cervejeira em casa pra manter a bebida alcoólica mais consumida no mundo bem gelada

Seja no churrasco, na praia, no bar ou mesmo em casa, a cerveja é quase uma unanimidade. É uma bebida muito celebrada para os dias quentes, por ser refrescante. Mas também está longe de ser dispensada em dias frios (principalmente as de fermentação mais alta).

E você sabia que a cerveja é a terceira bebida mais consumida no planeta? Perde apenas para a água e para o café. E, entre as bebidas alcoólicas, é a mais popular no mundo.

A cerveja (a palavra vem do latim servisia) é uma bebida feita a partir da fermentação de cereais, principalmente a cevada maltada. Tudo indica que foi uma das primeiras bebidas alcoólicas que foram criadas.

Qual a origem da cerveja?

Acredita-se que fermentados alcoólicos de cereais já são conhecidos desde, pelo menos, 8 mil anos atrás. Há registros de que diversos povos (sumérios, egípcios, mesopotâmios e iberos) já conheciam o fermentando em 6.000 a.C. A cerveja é uma consequência da agricultura: assim que o ser humano começou a plantar, não demorou muito pra misturar cereais com água e descobrirem os efeitos da fermentação.

Um registro mais sólido que faz menção à cerveja é o Código de Hamurabi, um conjunto de leis de 1.760 a.C., da antiga Babilônia. E o que a cerveja fazia ali no meio de um monte de leis, algumas bastante severas? O código regulamentava a produção e a venda da bebida. Quem não respeitasse os critérios indicados de produção de cerveja podia, veja só, até mesmo ser condenado à morte! Também estavam previstas punições severas para os taberneiros que tentassem enganar os clientes.

Em todo esses milênios, houve muitas variações e denominações diferentes para os fermentados de cereais que convencionamos chamar de cerveja. Uma curiosidade é que a maior parte dessas bebidas da antiguidade eram do tipo que chamamos agora de “ale”.

As cervejas “lager”, as mais populares do mundo atualmente, foram descobertas por acidente só no século 16, quando a cerveja era estocada em frias cavernas por longos períodos. Foi aí que notaram que o gelo fazia com que o fermento se acumulasse no fundo do tanque de fermentação: o resultado disso é a nossa cerveja mais consumida até hoje, mais leve e de coloração mais clara.

Quais os principais tipos de cerveja?

Old Ale

É um tipo de cerveja escura e de alta fermentação, de origem inglesa. As “old ales” são envelhecidas por pelo menos 2 anos antes de serem consumidas. Geralmente tem um teor alcoólico de 6% em volume.

Lager

É a mais comum no mundo. Tem levedura de baixa fermentação e que trabalha melhor em temperaturas mais baixas. Existem muitas variações de “lagers”, mas a maioria delas é clara na cor, tem alto teor de gás carbônico e sabor moderadamente amargo. Aqui no Brasil, a “lager” mais comum é a “pilsen”.

Ale

As “ales” são produzidas a partir de cevada maltada, com uma levedura que trabalha melhor em temperaturas mais elevadas. A alta fermentação acontece rapidamente, o que proporciona um sabor frutado por conta da maior produção de ésteres (nome de uma das reações químicas da fermentação). Também existem muitas variações entre as “ales” (como a “pale ale”, a “porter” e a “stout”, entre outras).

Como manter a cerveja na temperatura ideal?

Quem não gosta de uma cerveja na temperatura certa, não é mesmo? Em casa, melhor do que a geladeira (que não resfria o suficiente) e o freezer (que vai fatalmente congelar a bebida), você pode usar uma cervejeira.

A cervejeira é o tipo de refrigerador perfeito pra quem gostar de manter a cerveja na temperatura ideal, a qualquer hora. O eletrodoméstico costuma ter controle eletrônico de temperatura, pra você gelar a bebida exatamente como quer, e comporta latas, long necks e garrafas de 600ml.

CONSULTE AQUI uma infinidade de cervejeiras para você, de vários tipos e tamanhos. Cerveja quente é que não vai ter mais.