Nas últimas semanas, uma onda de calor vem assolando a região de Montreal, no Canadá. Os noticiários locais alardeiam que mais de uma dezena de pessoas já morreram por complicações causadas pelas altas temperaturas – como o motivo direto não é o clima em si, os números variam entre 10 e 17 pessoas consideradas vítimas dessa frente quente. Enquanto a população tenta se abrigar em locais frescos, um hospital foi categórico ao se dirigir aos seus pacientes: “tragam o próprio ar-condicionado”.

Depois de receber muitas reclamações pela falta de climatização nos quartos onde as temperaturas alcançam os 40ºC, o Verdum General Hospital recomendou aos pacientes e familiares que tragam seus próprios ventiladores ou aparelhos de ar-condicionado portáteis. A declaração por parte da instituição causou um rebuliço, ainda mais se tratando de um hospital.

Leia também: Quanto o nosso corpo suporta diante de temperaturas extremas

A onda de calor em Montreal

Montreal vem enfrentado uma forte onda de calor que está alarmando o poder público local. Já existem recomendações oficiais e pontos seguros para a população se abrigar em caso de temperaturas extremas. Esperava-se que um desses fosse o Verdum General, que muito pelo contrário, está com alguns atrasos em sua estrutura.

Segundo os jornais da cidade, o hospital também precisa reformar suas entradas e saídas para melhor acessibilidade de todos os tipos de pacientes. O calor extremo dentro do prédio é só mais um problema. A direção chegou ao ponto de distribuir baldes de gelo para as pessoas tentarem se refrescar, mas as temperaturas, que chegaram à marca impressionante de 45ºC, tornam essas medidas pouco eficazes.

Redação do Portal WebArCondicionado.