Atualizado por Yuri Correa em 05/02/2020
Redação do WebArCondicionado

A compra de um carro 0 km (zero quilômetro) é um dos principais sonhos de consumo entre os brasileiros. Porém, antes de comprar um automóvel novo, é sempre bom levar em conta os itens que podem valorizá-lo caso você decida vendê-lo mais tarde. Será que o ar-condicionado é um deles?

Vender um carro seminovo ou usado pelo valor da tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) ou acima da média é uma grande conquista. E ela começa na hora da compra, já pensando que itens vão atender o seu conforto e necessidades, mas que também vão agregar valor ao veículo.

Vamos descobrir como o ar-condicionado contribui para esse valor?

O valor de um Ar-Condicionado no Carro Usado

O ar-condicionado é um conforto. Ok, num país quente como o Brasil dá para argumentar que é quase uma necessidade. Por isso, a maior parte dos compradores valoriza um sistema de climatização no automóvel, seja ele novo ou usado.

Ou seja, como um item desejável que é, o ar-condicionado soma sim valor na hora de vender seu carro usado. Tudo depende, claro, do modelo e do diferencial que o sistema faz na hora da venda.

Por exemplo, se for o caso de vender um modelo mais antigo, porém clássico, o ar-condicionado é um diferencial notável. Estima-se que pode somar até R$ 1 mil no valor final da compra. Enquanto em modelos mais novos, esportivos ou urbanos, o ar-condicionado é considerado quase que um item padrão, e por isso pode alterar menos ou nada o preço indicado para revenda.

Ar-Condicionado no carro gera Custos

Apesar disso tudo, é preciso atenção: normalmente os carros com ar-condicionado custam mais caro em loja. Portanto, é preciso estipular se o valor mais alto será um gasto ou investimento.

Leve em conta que o ar-condicionado faz com que o carro consuma, em média, até 30% a mais de gasolina. Sem contar troca de filtros, limpeza do sistema e demais procedimentos de manutenção que devem ser observados por quem possui um veículo equipado com climatização.

Então, no caso de comprar um carro novo, é importante manter um registro dos gastos médios do sistema de ar-condicionado para que, na hora da revenda, ser possível estipular um preço justo para somar ao valor total do veículo e suas demais condições e itens.

Ficou com alguma dúvida? Deixa aqui nos comentários!