Redação Portal WebArCondicionado

Ligado ao Sistema Nacional de Saúde (SNS) de Portugal, a Direção Geral da Saúde (DGS) do país disse não existe qualquer evidência científica que a COVID-19 se propague através do ar-condicionado.

Cumprindo as regras, o risco de transmissão é muito baixo

A Direção Geral da Saúde (DGS) considera que o risco de transmissão do novo coronavírus motivada pela utilização de ar condicionado em espaços fechados é muito baixo, desde que se cumpram as regras de manutenção e o espaço seja arejado.

Numa atualização às orientações sobre climatização dos espaços, a DGS refere que o risco da utilização de sistemas AVAC (Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado) é considerado muito baixo, “desde que se cumpram as regras para uma utilização segura, nomeadamente a sua manutenção, de acordo com as indicações do fabricante, e a renovação do ar dos espaços fechados”, cita o documento.

Recorde-se que, a 9 de julho, a Organização Mundial de Saúde (OMS) emitiu um comunicado sobre as vias de transmissão do SARS-CoV-2, em que reitera que a transmissão do vírus ocorre maioritariamente através de secreções e gotículas e do contato próximo com pessoas infetadas, não excluindo a possibilidade de transmissão por aerossóis.

População deve ter cuidado com os métodos de pagamento

A DGS atualizou também as orientações relativas a métodos de pagamento, referindo que se verifica que “o risco da utilização de moedas e notas é considerado muito baixo desde que se cumpram as regras de higienização das mãos”.

OMS e os elogios a Portugal

Vale lembrar que a Organização Mundial de Saúde (OMS) já realizou alguns elogios a Portugal, considerando que os números indicam que o país está reagiu de forma correta em relação à COVID-19, mas alerta para que Portugal não relaxe no cuidado.

Numa conferência de imprensa na sede da organização, em Genebra, Michael Ryan, diretor do programa de emergências sanitárias, disse que os números indicam que Portugal agiu de forma correta. “Creio que Portugal agiu de forma racionalmente correta, os números indicam isso”, afirmou Ryan.

O que você acha de toda essa situação? Deixe seu comentário abaixo. Até mais!