o-que-saber-antes-instalação-ar-condicionado

Chegou a hora finalmente de você instalar seu ar-condicionado e surge a pergunta: “O que eu preciso saber antes de realizar esse procedimento?” Sua preocupação está certa, pois existem sim alguns cuidados extremamente necessários que você deve tomar para que o seu aparelho funcione corretamente e não venha a apresentar problemas depois de instalado.

Como o condicionador de ar é um equipamento complexo e possui um funcionamento bem específico, não é à toa que você deve prestar atenção nesses pontos para que o investimento não vire uma dor de cabeça e o seu dinheiro seja jogado fora.

Mas fique tranquilo!

Seguindo as dicas abaixo, seu ar-condicionado irá estar pronto para climatizar seu ambiente com eficiência e trazer o conforto que você merece. Mas antes de mais nada, se você não comprou seu aparelho ainda, leia isso antes (ou pule para o próximo tópico com as orientações sobre a instalação):

Como escolher o ar-condicionado ideal

Além de tomar todos os devidos cuidados ao instalar, é preciso acertar na escolha do condicionador de ar previamente. Já sabe a potência adequada para o seu ambiente? Definiu o modelo ideal? Prefere o Split Tradicional ou o Split Inverter?

E o ciclo: só Frio ou um Quente/Frio?

Essas são apenas algumas das perguntas que você deve se fazer antes de comprar o seu ar.

Descubra o número de BTU e veja TODAS as dicas de como escolher o modelo ideal

 

Cuidados antes de instalar o ar-condicionado

As orientações a seguir envolvem desde a preparação da sua casa, com a infraestrutura necessária para a correta instalação, até detalhes que você mesmo deve observar e colocar em prática. Tome nota destas dicas:

1. Conheça estrutura da casa e do aparelho

O primeiro passo é entender a lógica da estrutura do ar-condicionado e como adaptar isso ao seu espaço. Considerando que a grande maioria das instalações são de Split, é importante lembrar, mesmo que você já saiba, que uma parte fica do lado de dentro – a unidade interna (evaporadora) – e a outra fica do lado de fora – a unidade externa (condensadora).

estrutura-ar-condicionado
Essas duas partes, que são separadas, são ligadas pelas tubulações, que utilizam:

Tubos em cobre ou alumínio – conhecida como “tubulação frigorífica” -, com bitolas e diâmetros adequados à potência do ar-condicionado escolhido;

– Tubulação com fiação elétrica, composta por cabos dimensionados conforme a potência e um disjuntor exclusivo para cada aparelho instalado;

– Tubos de PVC para drenar a água, que são conectados à rede pluvial.

Para quem está construindo uma residência, o benefício é que é possível planejar que toda essa tubulação, cabos e fios passem por dentro da parede. Caso contrário, você deve analisar bem onde serão colocadas ambas as unidades, pois terá que ser feita uma abertura na parede para passar toda essa tubulação.

E quanto maior a distância entre uma unidade e outra, maior será o gasto com a mão de obra e materiais, que serão levados pelo técnico que irá instalar o aparelho.

2. Escolha o melhor lugar para instalar o ar

Entendido como funciona a coisa toda, o próximo passo então é definir qual o local mais adequado para receber as unidades. Para isso, preste atenção nesses itens:

Unidade interna – evaporadora

– A estrutura do local deve suportar o peso da evaporadora, como por exemplo, o reboco da parede. Ela também deve estar preparada para lidar com as vibrações do aparelho enquanto ele estiver ligado;

– O local precisa possibilitar a instalação das tubulações do dreno, do fluído refrigerante e da fiação elétrica. Assim como precisa que seja fácil retirar os filtros para realizar a limpeza do ar-condicionado;

– Nesse lugar não pode ter nenhum tipo de obstáculo que atrapalhe a entrada ou a saída de ar do aparelho. Portanto, deve facilitar o fluxo de ar para alcançar todo o ambiente a ser climatizado;

– Pense no funcionamento do seu controle remoto, ele não pode ser comprometido, então escolha um local com uma distância mínima de 1 metro de aparelhos eletrônicos e lâmpadas fluorescentes, impedindo interferências eletromagnéticas.

Veja essas e TODAS as outras dicas no post: Qual o melhor lugar para instalar o ar-condicionado: Unidade interna e externa?

Unidade externa – condensadora

– Acima de tudo: evite ambientes fechados, como lavanderias, banheiros e varandas. Nessa hora é preciso um lugar seco e aberto, com ventilação adequada para o correto funcionamento do aparelho. Caso haver exposição direta ao sol ou ventos fortes, o ideal é proteger a unidade com um toldo ou alguma outra proteção;

– Assim como acontece com a evaporadora, a estrutura deve suportar o peso e as vibrações do aparelho. Considere também se no local a ser instalado o ruído do aparelho não irá atrapalhar os vizinhos;

– Enfatizando: priorize um local que não exceda a distância entre as tubulações que ligam uma unidade à outra. Lembre-se também que deve haver espaço para não dificultar a manutenção;

– Não esqueça de verificar os lugares para a drenagem da água, como falamos antes, levando em consideração os pontos pluviais.

3. Fique de olho na parte elétrica

O fato de o Brasil contar com duas tensões elétricas, 110v e 220v, provoca uma série de conflitos e dúvidas sobre os aparelhos e a rede elétrica. Mas saiba em primeiro lugar que o ar-condicionado a ser instalado deve ter a mesma tensão que o local que irá recebê-lo na sua casa, ou seja, a tensão deve ser compactuada.

fios-eletrica-ar-condicionado

Lembrando que a maior parte dos aparelhos de ar condicionado opera em 220v. Caso as tensões sejam diferentes e sua casa seja 110v, você pode pedir para o técnico ou um eletricista montar uma tomada elétrica ou então solicitar uma alteração à distribuidora de energia da sua região.

Leia também:
A rede elétrica da sua casa está preparada para receber a instalação do ar-condicionado?
Ar-condicionado 110v existe?
Alteração de rede monofásica para bifásica nas instalações de split 220v

ATENÇÃO! Conforme já comentamos, cada ar-condicionado exige um disjuntor específico com fiação exclusiva para ele. Se não houver esse circuito exclusivo e a ligação ser improvisada ou haja uma gambiarra, a rede elétrica pode ficar sobrecarregada e colocar sua casa em risco. Sem falar que isso compromete também a vida útil do aparelho.

4. Chame um Técnico capacitado para realizar a instalação

Considerando o processo de instalação e as informações que compartilhamos acima, após ter comprado seu ar e ter verificado cada item e tomado os devidos cuidados, um dos passos mais importantes é garantir uma boa instalação com um profissional qualificado.

instalação-ar-condicionado

De nada adianta comprar o melhor aparelho, organizar toda a estrutura para receber o ar-condicionado e contratar um “pendurador de ar”, como são conhecidos os instaladores que circulam pelo setor por um breve período e após isso não conseguem mais clientes pela falta de competência. Essas pessoas geralmente cobram valores abaixo da média do mercado e inicialmente conseguem muitos clientes graças ao preço baixo, mas acabam trazendo dor de cabeça a você depois por cometer erros na instalação e manutenção que exigem mais gastos do consumidor, é o famoso “o barato sai caro”.

O WebArCondicionado pode te ajudar nessa conectando você a mais de um instalador para vocês conversarem e você ter mais de uma opção de orçamento.

É gratuito, basta clicar no banner abaixo:

Leia também: 8 Dicas na hora de contratar um Técnico de ar-condicionado

 

5. Entenda que a Manutenção também é importante

Depois de você começar a utilizar o ar-condicionado regularmente, uma coisa indispensável que não pode deixar de ser feita é a manutenção do equipamento periodicamente. Em períodos de uso frequente, os filtros devem ser limpos pelo menos uma vez ao mês.

Já a manutenção preventiva realizada pelo técnico precisa ser feita uma vez por ano, pelo menos. Muitas pessoas podem não dar bola para isso inicialmente, mas é com esse cuidado em prática que a vida útil do aparelho é aumentada.

Caso contrário, não só o ar-condicionado passa por alguns riscos, como sua saúde também ao ficar vulnerável a fungos e bactérias que podem causar tosses e alergias. Portanto, tenha bom senso com o aparelho e com você mesmo!

Agora que você tem consciência de tudo que precisa saber antes de instalar o ar-condicionado, coloque essas ideias em prática para desfrutar o aparelho com qualidade, economia e tranquilidade.

Redação do Portal WebArCondicionado