[ x ] Fechar

Telhado Branco e o risco oculto

  • 09 de maio de 2011
  • Nenhum Comentário

O objetivo era minimizar a absorção de calor e reduzir o consumo de energia com o uso de ventiladores e ar condicionado com uma simples ação – pintar os telhados da cidade de São Paulo de Branco. Foi este o Projeto de Lei aprovado em primeira votação na Câmara Municipal de São Paulo no fim de 2010. Porém, ninguém contava com o efeito contrário que isso poderia gerar.

As tintas imobiliárias comuns, à base de água, são muito suscetíveis à colonização por fungos filamentosos, conhecidos como mofo ou bolor, assim como algas e ciabobactérias, que causam o escurecimento de telhados e, consequentemente, o aumento da temperatura interna e do consumo de energia dos imóveis.

Se essas tintas forem aplicadas diretamente nos telhados, sem a completa remoção dos fungos do local, esses microrganismos poderão crescer de forma muito mais acelerada entre as camadas de tinta, apontam estudos realizados no Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

Quer saber mais sobre a lei do telhado branco e seus perigos, clique aqui.

Fonte: Farol Comunitário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *