[ x ] Fechar

Polêmica: uso do ar-condicionado é cobrado em hospitais particulares de Goiás

  • 13 de janeiro de 2017
  • Nenhum Comentário

Pacientes com plano de saúde estão passando por uma surpresa nada agradável na hora de pagar pela internação em Goiás. Tudo porque hospitais particulares estão cobrando pelo ar-condicionado e também pelo frigobar dos quartos.

Segundo o G1, a mãe de uma das crianças internadas no local se revoltou ao ter que desembolsar R$ 100 por ter ligado o ar-condicionado do quarto que a filha ocupava. “Se eu mudei meu quarto de enfermaria para apartamento para ter essa comodidade, de ter esses benefícios, eu não acho justo. Que fosse R$ 10, entendeu? Eu acho que é muito abusivo”, reclamou.

Outra paciente também não aprovou a prática. “Eu achei isso um absurdo porque eu pago o plano apartamento. Então, em tese, eu teria direito a usar o apartamento como um todo”. Nos últimos dias, o Procon fiscalizou 22 hospitais em Goiânia e também em Aparecida de Goiânia, descobrindo que essa cobrança é feita em nove hospitais. Os nove foram autuados, porque o Procon entende que esse tipo de prática fere o direito do consumidor, já que é abusiva.

Diferentes declarações
“Esses valores, essas despesas referentes à utilização desse mobiliários e equipamentos no apartamento já estão embutidos no custo mensal dos planos de saúde”, explicou Rosânia Nunes, gerente de atendimento ao cliente do Procon. Apesar disso, a situação é vista com outros olhos pelos hospitais.

A Associação dos Hospitais Particulares disse que o problema vem acontecendo porque os usuários contratam planos de apartamentos simples – que têm apenas banheiro e telefone – e depois, quando precisam de internação, querem um apartamento melhor, com outros equipamentos que não estavam no contrato. A associação entende que é legal e justa a cobrança feita pelos hospitais, nestes casos.

Já a presidente da Comissão de Saúde da OAB/GO, Ana Lúcia Boaventura, discorda da associação dos hospitais: “O consumidor que paga por uma acomodação de apartamento, ele já paga a mais. Então, não cabe a ele pagar novamente pelos benefícios dessa acomodação”.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) alertou que o beneficiário tem que ser informado sobre todos os serviços na hora da internação. Além disso, o consumidor deve entrar em contato com a operadora do plano de saúde para saber se existe alguma cobrança extra.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações de G1.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *