[ x ] Fechar

Onda de calor no Egito causa mais de 90 mortes

  • 21 de agosto de 2015
  • Nenhum Comentário

Os egípcios estão sofrendo desde o final de julho uma onda de calor úmido, que matou dezenas de pessoas e está trazendo prejuízo sobretudo àqueles que não têm ar condicionado ou água em seus lares.

Em uma semana, pelo menos 93 egípcios, a maioria idosos, morreram por causa das altas temperaturas. Além disso, quase 200 tiveram que ser hospitalizados ao sofrer com fadiga e desmaios, após ficarem expostos ao sol, que nesses dias castiga mais do que nunca o país.

“Este fenômeno se repete no Egito e na região cada dez ou onze anos. Estamos vendo um verão muito quente, com um forte aumento das temperaturas, tanto no Oriente Médio, como em alguns países da Europa do Sul”, disse à Agência Efe o porta-voz da Autoridade de Meteorologia egípcia, Wahid Soudi. Ele explicou que o país está sob os efeitos de uma massa de ar proveniente da Índia, que ao atravessar pela península Arábica se aquece com o vapor de água, o que faz com que o clima seja especialmente úmido
.
Soudi também destacou que o aquecimento em nível global, assim como a poluição e o trânsito no Egito, sobretudo no Cairo, contribuem para este fenômeno.

Termômetros no auge
Nas últimas semanas os termômetros alcançaram os 42 graus na capital egípcia e os 47 em Assuã (sul), com porcentagens de umidade de até 90%, e essa onda de calor parece disposta a ficar até pelo menos a próxima semana.

O professor do Meio Ambiente da Universidade de Alexandria, Mohammed al Rai, explicou à Efe que não é comum a situação vivida no país, onde há duas semanas foram registrados cinco graus acima da média habitual nesta época do ano. “Isto supera o que denominamos onda de calor, que costuma durar poucos dias”, disse Rai.

Ao mesmo tempo, o professor aproveitou a ocasião para pedir às autoridades que mudem os horários de trabalho para diminuir o consumo de energia elétrica, que disparou devido ao intenso uso de ar-condicionado, e para que os trabalhadores possam parar nas horas de maior calor.

Leia também: Forte onda de calor mata mais de mil pessoas no Paquistão 

Redação do Portal WebArCondicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *