[ x ] Fechar

Falta de ar condicionado em hospital de Natal dificulta tratamento dos pacientes

  • 19 de fevereiro de 2013
  • Nenhum Comentário

Falta de ar condicionado em hospital de Natal dificulta tratamento dos pacientesConsiderado a maior unidade pública de urgência e de emergência do Rio Grande do Norte, o Hospital Walfredo Gurgel, localizado em Natal, vem passando por uma série de transtornos. Superlotado, o calor em excesso e falhas no sistema de climatização do local estão dificultando a melhora dos pacientes. O problema começou há mais de uma semana, quando os aparelhos de ar-condicionado pararam de funcionar.

Funcionários do hospital que realizaram a denúncia. Entrevistado pelo G1, o médico Gustavo Paiva, que trabalha na unidade de terapia intensiva, explicou que o calor excessivo eleva a temperatura das crianças, deixando-as agitadas e prejudicando a recuperação. “Se está muito desconfortável para a gente, que não está doente, imagine para as crianças internadas”, indaga. Além disso, entre os benefícios da climatização hospitalar está a questão da qualidade do ar no interior do ambiente, que pode beneficiar o tratamento dos pacientes.

Climatização improvisada

Foto de divulgação do G1Sem a climatização adequada, os funcionários tiveram que improvisar. A técnica em enfermagem da UTI pediátrica, Tázia Frederico, contou que para amenizar o calor os acompanhantes dos pacientes têm usado pedaços de papelão. A atitude acabou causando revolta em quem presenciou o fato.

“Uma situação altamente imprópria. Estamos no horário de visitas e todos estão bem revoltados”, lamentou Tázia.

De acordo com a técnica, a UTI tem seis leitos, todos ocupados. Lá quatro pacientes possuem menos e um ano.  Um deles apresentou inclusive uma febre de 40 graus, e a situação acaba dificultando o tratamento, piorando ainda mais o quadro. “Aqui é tudo fechado, sem ventilação como uma UTI deve ser. Mas sem ar-condicionado fica impraticável”, completou.

O que diz o Hospital

Problemas no hospitalPor meio da assessoria de comunicação, a direção do hospital informou que o ar condicionado resfria apenas o primeiro andar, onde funcionaria a UTI pediátrica, o Centro Cirúrgico e o pós-operatório. Este aparelho teria sido consertado na quinta (14), mas no dia seguinte já apresentou problemas de instalação. Os técnicos contratados pelo hospital estariam trabalhando na execução de reparos.

A previsão de funcionamento é até esta sexta-feira, dia 23. Resta esperar que o problema seja de fato solucionado para ajudar a melhora dos pacientes.

Texto criado exclusivamente pelo setor de jornalismo do Portal Web Ar Condicionado. Com informações de G1.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *