[ x ] Fechar

Cientistas criam janela inteligente para economizar energia

  • 14 de janeiro de 2013
  • 2 Comentários

janela inteligentePensando em métodos que diminuíssem gastos com consumo de energia elétrica, cientistas sul-coreanos desenvolveram um vidro que muda de cor rapidamente. Trata-se de uma janela “inteligente”, que foi criada para ser usada em arranha céus, ajustando a temperatura dos ambientes internos. A ideia é ter um local fresco no verão e aquecido no inverno. A aplicação das janelas inteligentes reduz gastos com sistemas de HVAC, aumentando a eficiência energética do prédio.

Como funciona
Se a temperatura estiver alta, o vidro escurece impendido que raios solares entrem incisivamente pela janela. Mas se o clima estiver mais frio, o vidro fica transparente a fim de captar a luz solar aquecendo naturalmente recinto.

Prédio espelhado - imagem ilustrativaO diferencial desta invenção não é a alternância de cores no vidro, pois isto já existe, mas sim a velocidade e durabilidade com que esta troca é feita. Segundo os criadores, o vidro muda de cor quase que instantaneamente.

Além da rapidez, a janela inteligente dispensa o uso de placas de automação para controle, pois trabalha sozinha. Isto elimina processos e reduz ainda mais os custos na operação. As demais tecnologias disponíveis no mercado contêm químicas que obrigam o usuário a ajustar “inverno/verão” e ainda o resultado da troca é lento e perecível.

Tipo de material utilizado
No projeto, os pesquisadores usaram polímeros especiais, cátions, ânions e solventes como o metanol. O resultado foi um vidro que troca de cor em segundos com alguns benefícios extras: é menos tóxico do que as opções atuais e muito mais barato de se produzir.

Aplicação em larga escala exige análise 
Sim, o uso deste material aumenta a eficiência energética do prédio diminuindo custos com equipamentos de HVAC. Consequentemente, a emissão de CO2 também diminuiria  pela redução do trabalho das máquinas.

No entanto, caso as janelas inteligentes sejam aplicadas em larga escala ao redor do planeta, a situação pode mudar, exigindo uma análise técnica. Isto porque o vidro escuro impede que a temperatura incida no interior dos ambientes, mantendo o calor do lado de fora dos prédios. Assim, seria muito quente nas ruas em torno destes prédios. Além de escurecer os vidros, seria necessário também, tornar a superfície mais reflexiva, a fim de rebater os raios solares.

Fonte: BBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

2 Ideias sobre "Cientistas criam janela inteligente para economizar energia"

  • Este vidro usa o princípio das lentes para óculos, que escurecem na presença de luz solar direta, porém, este vidro trabalha em função da temperatura do ar em contato com ele, muito bem desenvolvido.
    Quero comentar sobre o uso em larga escala, onde foi dito que a luz solar refletida pelo vidro contribuirá para o aumento do aquecimento global.
    Se o vidro utilizado no prédio for normal, aquela luz solar iria incidir em seu interior, aumentando a temperatura e fazendo com que o sistema de HVAC trabalhe mais para manter a temperatura ajustada, e as unidades condensadoras iriam transferir o calor excedente para o ambiente externo, ou, se o prédio não existisse naquele local, aquela luz solar iria incidir sobre o solo de qualquer forma.
    Então a utilização deste tipo de vidro não irá contribuir para o aumento do aquecimento global, apenas tem uma contribuição na economia de energia elétrica, podendo até ser considerado no projeto de sistemas de HVAC, dimensionando máquinas de menor capacidade de resfriamento, consumindo menos energia.

    Adriano José Esteves
    Engenheiro Eletricista

    • Olá Adriano. Editamos o trecho final do texto, pois ele estava meio confuso.
      A nossa intenção é informar que se a superfície não for reflexiva e apenas escura, sim, as janelas inteligentes irão elevar a temperatura ao seu entorno.
      Obrigado pelo seu contato.
      Att,