Esfriou e você sentiu a necessidade de esquentar sua casa ou escritório, mas e aí, qual a melhor opção: ar-condicionado ou aquecedor? Na hora de optar por um ou pelo outro, sempre vem a dúvida de qual deles é o melhor.

Primeiro é preciso saber que “melhor” vai depender do local que você está querendo aquecer e como você quer fazer isso – e o quanto isso vale a pena em relação ao investimento. A decisão não é fácil, então o WebAr vai tentar dar uma ajudinha esclarecendo alguns pontos e funcionalidades de cada opção. E o primeiro passo é conhecer esses aparelhos:

O aquecedor

Os aquecedores funcionam através da eletricidade. Por meio da corrente é aquecida uma resistência, ou uma placa de cerâmica ou o óleo interno da máquina, esquentando assim o ar ao redor.

Junto a isso, normalmente um dissipador (tipo um ventilador) distribui o ar quente pelo ambiente. Os aquecedores normalmente são portáteis.

Leia também: Aquecedor portátil deve ser usado com moderação

O ar-condicionado quente

Conhecidos como aparelhos de ciclo reverso, ou quente/frio, os condicionadores de ar que tem a função de aquecer são instalados e fixos como a maior parte dos climatizadores domésticos.

Esses equipamentos revertem o processo de pegar o ar quente interno de um cômodo e jogar para fora. O calor externo é absorvido e jogado para dentro do ambiente.

Agora é bom conhecer um pouco dos prós e contras entre os dois.

Vantagens do aquecedor

  • O aquecedor, por exemplo, é móvel e pode ser levado para qualquer lugar na casa ou no escritório;
  • Ele também não precisa ser instalado, o que é um custo a menos para o consumidor, e quando não é utilizado pode ser guardado de maneira fácil;
  • Torna a temperatura ambiente mais quente em poucos minutos, trazendo aquecimento mais rapidamente.

Vantagens do ar-condicionado

  • O aquecedor com resistência elétrica, por exemplo, que são os mais comuns e baratos, além de esquentar, também resseca o ar ao redor, retirando quase toda a umidade do espaço aquecido, e daí é preciso comprar um umidificador para compensar isso;
  • O ar-condicionado tem mais funções também: podem refrigerar e ventilar, o que o torna utilizável em qualquer estação;
  • Oferece um controle maior ao usuário, podendo regular a temperatura;

Leia também: A importância da manutenção e limpeza do ar-condicionado no inverno

Tamanho do ambiente e número de pessoas

Se você tem um espaço pequeno, o aquecedor é ideal para esquentar rápido o cômodo. Isso quer dizer que o aparelho vai ficar ligado menos tempo, o que pode compensar no custo benefício em comparação com um ar-condicionado, que ainda acarreta gastos com instalação e manutenção. Mas se o ambiente que você precisa aquecer é muito amplo, um aquecedor não vai dar conta – vai ser bom para esquentar as pessoas mais próximas do aparelho, mas só.

Aliás, o número de pessoas num ambiente é outro fator que deve ser levado em conta. Quanto mais gente frequentando um lugar, maior vai ser a potência de BTUs do ar-condicionado, que por sua vez vai custar mais caro e gastar mais também. Entretanto, não adianta investir num aquecedor para dar conta de uma sala cheia de funcionários, por exemplo.

Calculadora: Descubra quantos BTU são necessários para o seu ambiente

Qual o mais econômico, o ar-condicionado ou o aquecedor?

Segundo o INMETRO, o ar-condicionado gasta entre R$ 0,50 e R$ 0,95 por hora ligado – média feito com aparelhos de 9 mil BTU em agosto de 2018. Enquanto o aquecedor com resistência elétrica gasta em média R$ 0,56 por hora, e o aquecedor a óleo R$ 1,05 – o aquecedor a óleo, entretanto, tem uma vantagem muito específica: ele não retira a umidade do ar, já que o mesmo não entra em contato com uma resistência ou uma chapa de cerâmica quente que queimam as moléculas de água suspensas.

Porém, como preço está sempre mudando, é bom estar de olho no consumo Kw/H de cada aparelho. Entre os Splits mais populares no mercado, a média fica em torno de 25 kw/h, não baixa muito dos 16 kw/h nos modelos de menor potência (BTU) e pode chegar até 40 ou mais de 50 kw/h nos de alta potência. Já os aquecedores elétricos mantém uma média bem estável na casa dos 23-26 kw/h, já que a disponibilidade de potências não varia muito.

Modelos mais Populares de Ar-Condicionado Quente/Frio

Abaixo seguem os modelos de ar-condicionado com ciclo reverso mais populares em nosso comparador de preços. Esses são os 5 primeiros do ranking do dia 3 de agosto de 2018. Clique para encontrar o menor preço:

Ar-Condicionado Split AGRATTO Quente/Frio 12000 BTU

Ar-Condicionado Split Springer MIDEA INVERTER Quente/Frio 9000 BTU

Ar-Condicionado Split LG Inverter Quente/Frio 9000 BTU

Ar-Condicionado Split SAMSUNG Inverter Quente/Frio 24000 BTU

Ar-Condicionado Split ELECTROLUX EcoTurbo Quente/Frio 24000 BTU

Está procurando por mais opções?
Veja aqui todas os modelos e ofertas de Ar-Condicionado Split Quente/Frio

Modelos mais Populares de Aquecedores Elétricos

Para quem optar por um aquecedor, fizemos um levantamento através de pesquisas nas grandes lojas online e seguem os modelos mais vendidos nesse mercado:

Aquecedor Elétrico VENTISOL

Aquecedor Halógeno MONDIAL Comfort Air

Aquecedor a Quartzo VENTISOL

Aquecedor Elétrico CADENCE Solari

Aquecedor Portátil BRITÂNIA

Mas afinal, qual está valendo mais a pena?

Daí você precisa analisar a sua necessidade específica usando as informações que disponibilizamos acima. Mas aqui vão algumas perguntas que você deve se fazer antes de escolher um ou outro:

Qual o tamanho do espaço a ser aquecido?

Quantas pessoas frequentam esse lugar normalmente?

Qual o orçamento disponível?

Em termos gerais, os aparelhos de ar condicionado quente/frio são mais visados por oferecem também a possibilidade de resfriar o ambiente no calor, sendo ideal para quem busca as duas funções em um equipamento só.

Não deixe também de verificar se o aparelho que você pretende comprar tem o Selo Procel A, que indica maior eficiência energética.

Leia também: 10 dicas para economizar o consumo de energia do ar-condicionado

Redação do Portal WebArCondicionado